Coronavírus

Cientista se revolta ao vivo com reportagem da Cultura: "Inoportuna"

Material sobre etiqueta na pandemia irritou a bióloga Natalia Pasternak

 Cientista se revolta ao vivo com reportagem da Cultura: "Inoportuna"
Natalia Pasternak se revolta com reportagem do Jornal da Cultura - Foto: Reprodução/TV Cultura

Paulo Pacheco

Publicado em 28/12 às 22:26:06

Uma reportagem do Jornal da Cultura irritou a bióloga Natalia Pasternak, convidada pela emissora pública para comentar as notícias do dia. O material falava sobre o comportamento da população nas festas de fim de ano durante a pandemia de coronavírus.

continua depois da publicidade

Durante a edição do último sábado (26), a cientista assistiu atônita à reportagem sobre dicas de etiqueta para quem estiver na ceia de Ano-Novo e precisar abordar um convidado que não quer usar máscara, item obrigatório para se proteger contra o vírus causador da Covid-19.

Pasternak deixou a etiqueta de lado e, exaltada, disse que não há forma educada de dizer para uma pessoa usar a máscara. Afinal, ela precisa utilizar o equipamento para se proteger e evitar mortes por coronavírus (o Brasil ultrapassou a triste máscara de 190 mil óbitos pela doença).

continua depois da publicidade

"Eu estou um pouco passada com o que eu escutei agora, porque eu escutei 'humor', 'leveza’ e 'evitar o estresse'. Eu não posso falar para o outro fazer a coisa certa porque eu vou ficar estressado? Porque ele pode se ofender e porque eu tenho que tratar isso com leveza? E tem gente morrendo! Não tem humor, não tem leveza! Eu não tenho que pedir permissão do outro para dizer que ele tem de usar máscara, para ele fazer a coisa certa, para ele tomar vergonha nessa cara que ele vai matar alguém!", gritou a cientista.

continua depois da publicidade

Em seguida, ela reconheceu que subiu o tom em relação às críticas ao material exibido pela Cultura: "Desculpe eu me exaltar, mas eu acho que, realmente, poucas vezes eu vi uma reportagem tão inoportuna como eu vi agora".

A bióloga compartilhou no Twitter o momento em que se exaltou no Jornal da Cultura. Assista: