Reportar erro
Revolta

Entrevistado solta palavrão em telejornal ao criticar o governo na Globo

NE1 abriu espaço para moradores reclamarem de falta de água

Morador desabafando no NE1
Morador detonou governo da sua cidade - Foto: Reprodução/Globoplay
Redação NT

Publicado em 22/12/2020 às 15:25:00

Na última segunda-feira (21), durante o NE1, o repórter Bruno Pontes entrevistou um morador da cidade de Camaragibe, em Pernambuco, que soltou uma palavra inusitada enquanto desabafava sobre o governo local. A reportagem do telejornal local da Globo explicava ao telespectador que muitos pontos do bairro Timbi estavam sem água há quatro meses e conversou com cidadãos que vivem no local para detalhar um pouco da realidade.

“Eu moro aqui há mais de 30 anos e esse procedimento sempre ocorreu aqui. Antigamente, quando não tinha calçada aqui, tinha uma torneirinha ali no poste. Aquele pessoal daquela casa verde, todo mês compra um carro pipa pra ter água, porque água lá não chega. Porém, se não tem água, como chega a conta? Como a gente vai pagar por uma coisa que a gente não consome? Isso é propaganda enganosa”, disse Marcos.

Depois de detalhar como as pessoas estão vivendo no bairro, o morador não perdeu a oportunidade de criticar o governo de Camaragibe. “Esse governo que não serve pra p***** nenhuma, que só faz prejudicar o cidadão de bem”, disparou. Após escutar a reclamação de Marcos, Bruno Pontes direcionou uma pergunta para outro morador.

A matéria teve cerca de oito minutos e contou com a participação de dezenas de moradores. O repórter abriu espaço para várias pessoas mostrarem seus sofrimentos pela falta d’água, leu a nota da empresa responsável pelo abastecimento e se posicionou favorável às reclamações da população.

“Quero dizer pra vocês que a gente sempre recebe isso de estudo em campo na rede de distribuição”, comentou em tom de reprovação em relação ao comunicado da empresa. “A resposta do que eles vão fazer de concreto a gente não tem, porque eles não estão dizendo”, acrescentou o jornalista.

NE1 anota data no calendário

Bruno Pontes pediu para uma moradora erguer um calendário para a câmera e que ela fizesse um círculo no dia 29 de dezembro como data estipulada para que a empresa responsável pelo abastecimento de água consiga realizar a distribuição para as casas de Timbi.

“Marque a última semana pra gente ver se até o ano novo vocês têm banho de chuveiro e com água, Não adianta demorar mais. Marque dia 29, vamos cobrar de novo. Vamos estar aqui de novo. A gente vai continuar cobrando com vocês, dia 29 vamos mostrar a caixa d’água”, concluiu o repórter.

Mais Notícias