Reportar erro
As novas vozes

Sinceros e talentosos: Raio-x dos novos narradores da TV

Os novos locutores emocionam, mas também se posicionam

Gustavo Villani, Everaldo Marques, André Henning e Rômulo Mendonça em foto montagem
Narradores novos estão ganhando espaço na TV - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 05/11/2020 às 07:41:00

Nos últimos anos, as emissoras de TV passaram a dar mais oportunidades para novos narradores, como Everaldo Marques, Rômulo Mendonça, Gustavo Villani e André Henning. Apesar de ganharem o carinho do público nos últimos anos, eles trabalharam muito para chegarem aos status que estão hoje. Mas também não fogem de polêmicas e emitem opiniões quando consideram necessárias. André, por exemplo, se irritou com o posicionamento de Jair Bolsonaro em relação ao novo coronavírus e comentou o tema. Everaldo Marques se envolveu em polêmica com os fãs de Lady Gaga, enquanto Villani não escondeu que não gostava do estilo do Fox Sports.

Everaldo Marques

Everaldo Marques começou a carreira em 1996 na rádio Jovem Pan AM, onde foi apresentador e repórter de Fórmula 1 por três temporadas, além de ter sido produtor dos programas Mundo da Bola e Fórmula Jovem Pan. Sua chegada na ESPN ocorreu em 2005 e conseguiu se consolidar na principal voz das transmissões de futebol americano no canal. Também teve grandes destaques no NBA e nos jogos de beisebol.

No ano passado, assinou contrato com o Grupo Globo e tem feito diversos jogos do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil na TV fechada. Everaldo também é escalado esporadicamente para as corridas de Fórmula 1, já que Galvão Bueno está em isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus.

Nascido em 1978, Everaldo Marques é casado com Iane Ferreira e, desse relacionamento, ocorreu o nascimento de Guilherme. Aliás, o narrador já foi homenageando na ESPN Brasil pelo seu filho e também pela sua esposa. “A gente está aqui para te desejar um bom trabalho no dia. E hoje uma boa transmissão, que você narre muitos gols do Brasil. Faltam ainda 19 dias para você voltar, está tudo bem por aqui, estamos tomando conta de tudo. Não se preocupe com a gente”, declarou a mulher.

Com mais de 300 mil seguidores, Everaldo gosta de fazer postagens de trabalho, mas também da sua vida pessoal. Seus seguidores não escondem que o bordão predileto deles é “Você é ridículo”, usado com frequência pelo narrador na TV.

Aliás, por conta do “Você é ridículo”, Marques se envolveu em uma grande polêmica com os fãs da cantora Lady Gaga. Durante o Super Bowl 2018, ele encerrou a apresentação da artista chamando-a de ridículo, mas como os admiradores dela não sabiam que era um elogio, passaram a xingá-lo nas redes sociais.

Gustavo Villani

Villani iniciou sua carreira na Rádio Globo, passou pela reportagem da Record TV até estrear como locutor na CBN, onde não parou mais. Trabalhou também na Rádio Estadão e ESPN, antes de chegar ao Fox Sports em 2013. No canal da Disney, ganhou espaço e se tornou a voz oficial da Libertadores na emissora.

Gustavo ficou conhecido do público ao sempre narrar após o gol “Toca a música”. Com 39 anos, hoje faz parte do Grupo Globo e já ganhou o status de substituir Galvão Bueno, rumor que nunca teve a confirmação da emissora carioca. Contudo, ao chegar na empresa, recebeu as boas-vindas do locutor.

“Fico muito feliz. Na época da contratação, eu tinha dito: 'Vão contratar um excelente narrador, jovem, com ótimo futuro", disse o narrador durante o Bem, Amigos. Villani chegou ao canal em 2018 e hoje é responsável por fazer vários jogos do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil na TV aberta e fechada.

No ano passado, Gustavo se afastou por um tempo da Globo para poder ver o nascimento da sua filha. Apesar de ter menos de 40 anos, ele é casado e tem dois filhos. “Jurávamos que o nascimento da Isabela se bastava. Até vermos o primeiro encontro dos irmãos! Vou ali cuidar do que mais me importa e volto em algumas semanas. Viva a vida!”, escreveu no ano passado em seu perfil do Instagram.

Apesar de compartilhar alguns momentos com a família nas redes sociais, Villani gosta de mostrar detalhes do seu trabalho. Narrador oficial do FIFA, ele não escondeu sua insatisfação com a sua antiga emissora, o Fox Sports. “Eu não gostava da palhaçada da Fox, mas aprendi a respeitar e foi o que me deu o entendimento de que o esporte vai mesmo nesse caminho, para o entretenimento. É sem volta, cada vez mais”, contou ao UOL no ano passado.

Rômulo Mendonça

Com 37 anos, Rômulo Mendonça é a principal voz da ESPN Brasil de esportes americanos, já que Everaldo Marques se transferiu para o Grupo Globo. O narrador ganhou muito espaço durante seu trabalho nos Jogos Olímpicos no Brasil. Com um estilo diferente, adorava usar referências da cultura pop, tanto que soltou em um jogo de vôlei Brasil e Argentina a seguinte frase: “Aqui não é Evita Perón, aqui é Inês Brasil”.

Após o fim da competição, ele se tornou um querido do público e até deu entrevista para a revista Sexy. “Olá lambisgoias, olá sirigaitas! Tenho certeza absoluta que você ao se deparar nas bancas com a revista VIP do mês de outubro vai ter sua atenção totalmente atraída pela chamada ‘Rômulo Mendonça O Locutor Sensação’ no canto esquerdo da capa”.

Criativo, ele explica de onde sai tantas frases de efeito. “Tento fazer com que toda transmissão minha tenha algo diferente. Um só bordão que acaba consolidado acaba ficando repetitivo. Então, gosto muito de brincar com a atulidade e coisas que ficam marcadas na memória das pessoas. Quando teve a invasão à reitoria da PUC (no fim de 2012), várias vezes que marcavam um touchdown eu dizia que haviam invadido a reitoria. Hoje, falo bastante do Tinder do apocalipse quando existe um sack (o jogador de defesa derruba o quarterback), pois é um aplicativo bastante usado pelas pessoas”, explicou ao UOL.

Na vida pessoal, ele é casado com Fabiana Ribeiro, jornalista e que adora futebol. Pode parecer piada, mas Rômulo é torcedor do Atlético-MG, enquanto sua esposa se classifica como “cruzeirense de nascença”.

André Henning

Com 45 anos, André Henning é filho do jornalista Hermano Henning e está em atividade desde 1995. Mas conquistou seu espaço diante do grande público na última década, depois que se tornou o principal narrador do Esporte Interativo e fez a locução de grandes jogos internacionais.

André é criticado por muitas pessoas por “gritar” na hora dos gols, mas ele explicou em entrevistas que gosta de emocionar o torcedor. “Algo que me marcou muito foram as transmissões de rádio do Osmar Santos, do Fiori Gigliotti, do José Silvério, do Eder Luiz. Eu sinto que se eu conseguir passar a sensação que esses caras passaram pra mim um dia, aquele negócio do sentimento. É isso que quero fazer”.

O locutor também é apresentador e não foge de polêmicas, tanto que é comum se posicionar sobre diversos assuntos políticos, por exemplo. Em março, logo no início da pandemia do novo coronavírus, ele se irritou com o posicionamento de Bolsonaro ao chamar a doença de “gripezinha”. “Que vergonha. Que coisa lamentável. O Brasil não merecia isso’, disparou em seu perfil do Instagram.

André é pai do Lucas e, em 2007, tinha acabado de terminar seu casamento. Para ficar próximo do filho, escreveu uma carta ao filho sobre seu amor pelo Corinthians. Ele também é fã de Galvão Bueno.

“Meu pai foi cobrir um jogo, me telefonou e botou o Galvão para falar comigo. Foi o dia mais feliz da minha vida. Eu tinha 12 anos de idade, em Salvador, sentado em casa, narrando sozinho os jogos da Copa do Mundo, que eu anotava no meu caderninho. Toca o meu telefone, o Galvão Bueno falando comigo”, completou.

Mais Notícias