Reportar erro
Memórias da Telinha

Há 15 anos, Record lançava Prova de Amor e via novela assustar a Globo

Prova de Amor é a novela de maior audiência da emissora no século XXI

Lavínia Vlasak e Marcelo Serrado em Prova de Amor
Lavínia Vlasak e Marcelo Serrado protagonizaram Prova de Amor - Divulgação/Record
Thiago Forato

Publicado em 24/10/2020 às 07:39:42

Em 24 de outubro de 2005, estreava a novela Prova de Amor, que se transformaria em grande fenômeno da Record, numa época em que ela alardeava estar "rumo à liderança". A trama fazia um parte de um projeto milionário que começou naquele ano com a aquisição de um espaço de gravações na Zona Oeste do Rio de Janeiro e a montagem de um elenco que faria história.

O espaço em si foi batizado de Recnov e custou cerca de R$ 60 milhões aos cofres da emissora de Edir Macedo, que transformou uma área de 40 mil metros quadrados em 200 mil, com os três antigos estúdios reformados para abrigar a produção de novelas.

Na montagem do elenco, ter uma estrutura respeitável no Rio de Janeiro foi primordial. O convite para trabalhar na Record passou a ser sedutor, o que fez com que Lavínia Vlasak, por exemplo, aceitasse o desafio. Assim como outros posteriormente, como Marcelo Serrado, que foi seu par romântico na trama, e Leonardo Vieira, que havia saído de um papel de sucesso na Globo em Senhora do Destino (2004), e teve o memorável vilão Lopo.

Apesar da Record não ter conseguido tirar medalhões da Globo, conseguiu reunir conhecidos do público como Lavínia Vlasak, Marcelo Serrado, Leonardo Vieira, Bianca Rinaldi, Heitor Martinez, Vanessa Gerbelli, Patrícia França, Jorge Pontual, Pedro Malta, Fernanda Nobre, Cláudio Heinrich, Raul Gazolla, Renata Dominguez, dentre outros. Além dos atores, Alexandre Avancini estava trocando a Globo pela Record depois de 22 anos.

Enquanto escrevia Prova de Amor, o autor Tiago Santiago revelou ao jornal O Estado de São Paulo o que vinha por aí: "Me inspirei em O Conde de Monte Cristo. O vilão, que ainda não está fechado, vai incriminar Daniel, colocando um corpo no porta-malas de seu carro. Ele será preso e Clarice, grávida, terá sua filha sozinha".

Sucesso instantâneo de Prova de Amor

A Record já era vice-líder na faixa das 19h com Essas Mulheres, que vencia o SBT Brasil com certa facilidade. A meta estipulada pela emissora com Prova de Amor era de 11 pontos. E estreou com 13.

A aceitação foi rápida. Solar e com rostos conhecidos, além de ter o tradicional Rio de Janeiro como pano de fundo, fez com que o SBT também mexesse em sua grade e tentasse atrapalhar. Em vão.

Em cerca de um mês, Prova de Amor já batia 20 pontos de pico no Ibope no início de 2006, e cravou, em alguns capítulos, mais do que isso de média. O sucesso começava a incomodar a Globo.

Para Marcelo Serrado, o sucesso pode ser creditado a toda equipe que era da Globo, mas também uma questão de "sorte" pela emissora carioca estar no ar com uma novela que não agradava: Bang Bang. "Todos nós estamos fazendo essa novela com muita garrata, torcendo para que tudo dê certo. Afinal, isso é abertura de mercado. As pessoas podem mudar de canal e ter bons programas em mais de uma emissora", disse ao jornal O Tempo na época.

Prova de Amor é até hoje a novela com maior audiência da Record em média geral: 16,6 pontos. No último capítulo, em 17 de julho de 2006, a emissora conseguiu alcançar 23 pontos de média e 29 de pico, com 32% de share.

Mais Notícias