Sem acordo

Após Kamen Rider Black sair do ar, dublador se defende: "Não houve cessão da minha parte"

Élcio Sodré explicou que não foi procurado para negociar

Após Kamen Rider Black sair do ar, dublador se defende:
Kamen Rider Black saiu do ar - Foto: Reprodução

Publicado em 04/09/2020 às 14:41:00

Por: Redação NT

O dublador Élcio Sodré, que empresta sua voz para o protagonista Kamem Rider Black, usou sua conta das redes sociais nesta sexta-feira (04) para se defender sobre o imbróglio envolvendo ele e a produtora Sato Company, detentora dos direitos do seriado, que estreou na Band no último domingo (30). Sem acordo entre as partes, a atração saiu do ar com apenas dois episódios exibidos.

“Sobre a paralisação de Black Kamem Rider na TV, como é notório, a veiculação de qualquer mídia exige a autorização preliminar do titular da voz e até o presente momento não houve qualquer cessão de minha parte. Em nenhum momento alguém conversou comigo para negociar um contrato de Cessão de Direitos de Autor como exige a lei”, disparou.

“Não são verdadeiras afirmações do tipo ‘dublador não aceitou acordo’, ‘interesse de poucos atrapalhando o sonho de muitos’, etc . E espero que ‘a empresa continuará trabalhando para viabilizar a exibição...’ não seja apenas uma falácia para insuflar a torcida. Continuo aguardando e torcendo para tudo acabar bem e como deve acabar numa negociação entre pessoas corretas: dentro da lei!”, explicou.

Em conversa com o NaTelinha na noite de ontem (3), Élcio não havia se aprofundado no assunto e limitou-se a dizer: “Espero que ele cumpra a lei. Todos queremos assistir a série!”.

Em seguida, publicou no Instagram uma frase do filósofo chinês Confúcio: "Ver o que é justo e não agir com justiça é a maior das covardias humanas". A Sato Company não expôs o profissional de dublagem por questões jurídicas. 

Sato Company na Band

Sucesso na TV brasileira nos anos 90 pela Manchete, Kamen Rider Black voltou no último domingo na faixa das manhãs da Band, que vem apostando em tokusatsu, termo em japonês para filmes ou séries live-action que fazem um uso forte de efeitos especias.

Kamen Rider Black reestreou com duas novidades aos fãs:uma nova abertura traduzida e interpretada por Ricardo Cruz, e a promessa do último episódio inédito da série, que nunca chegou a ir ao ar. Com o imbróglio, esse último "presente" aos fãs foi adiado.

Com a suspensão, no próximo domingo (06) estará de volta Jaspion, que havia deixado a grade justamente para a entrada de Kamen Rider.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!