Mariana Gross

Âncora da Globo se emociona no ar e fica em silêncio para evitar choro

Mariana Gross se emocionou após uma matéria exibida no RJ1, telejornal carioca da Globo

Âncora da Globo se emociona no ar e fica em silêncio para evitar choro
Reprodução/Globo

Publicado em 13/07/2020 às 15:12:18

Por: Redação NT

A âncora do RJ1 , Mariana Gross, 41, se emocionou com uma reportagem exibida durante o telejornal local  da Globo na tarde desta segunda-feira (13). Ao fim da história de uma moradora de rua que luta para não perder a guardar do filho de sete anos com paralisia, Mariana precisou ficar em silêncio por alguns instantes para segurar a emoção e não chorar no ar. A jornalista cobrou das autoridades cariocas uma saída para a situação e disse que noticiário iria acompanhar o desenrolar do caso.

"Uma história absurda. Mãe e filho que não tem onde morar estão sofrendo duplamente. Eles não têm casa e a mãe não consegue tratamento para o filho com paralisia porque eles não têm comprovante de residência", anunciou Mariana antes da matéria da repórter Lívia Torres, "Abandono nas ruas", entrar no ar.

Quando a matéria de quase 3 minutos se encerrou, a âncora se comoveu com o apelo da mãe para não se separar do filho: "Eu só quero o direito de ser mãe. Eu cuido do meu filho bem. Um lar para meu filho, uma vida digna e um emprego", disse Danielle da Silva, ex-camareira da Rio 2016, que mora na rua após fugir de casa por sofrer violência doméstica do antigo companheiro.

Emoção de Mariana Gross na Globo

Neste momento, Mariana Gross faz uma pausa, respira e, visivelmente emocionada, lê a resposta de autoridades sobre o caso: "A secretaria municipal de desenvolvimento social disse que em momento nenhum foi dito que ela não poderia ficar com o filho nos abrigos. E que por duas vezes foi oferecida uma vaga em uma unidade familiar. Segundo a secretaria, houve mais uma oferta hoje pela manhã que a Danielle ainda não respondeu. Sobre o menino, a secretaria disse que ele não tem um documento de identidade ou cartão de vacina, mas que está matriculado na rede de ensino".

Em seguida, comentou sobre a nota enviada: "Tá...mas a gente quer saber sobre o tratamento né? Que é bem importante. Vamos continuar acompanhado o caso desta mulher", encerrou fazendo sinal negativo com a cabeça. Mariana Gross é mãe de um garoto de cinco anos, Antonio Schiller.

Confira a cena exibida no RJ1:

 





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!