Audiência

Com demissão de Mandetta, GloboNews lidera e bate recorde desde áudio de Temer

Desde 2017 a emissora não tinha números tão expressivos numa quinta-feira

Com demissão de Mandetta, GloboNews lidera e bate recorde desde áudio de Temer
GloboNews ficou em primeiro lugar - Foto: Divulgação

Publicado em 20/04/2020 às 11:16:00

Por: Naian Lucas

A GloboNews foi o canal pago mais assistido na última quinta-feira (16), dia em que foi confirmada a demissão do então Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que deixou o cargo após entrar em conflito com o presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com dados consolidados da Kantar Ibope, a que o NaTelinha teve acesso em primeira mão, a cobertura da saída do profissional alcançou 204 mil telespectadores, atingindo um desempenho 29% acima em comparação com as quatro quintas-feiras anteriores no Painel Nacional de Televisão (PNT), que leva em consideração a média de 15 praças em que a empresa faz medição de audiência.

O canal de notícias do Grupo Globo trouxe as principais informações da demissão de Mandetta e isso fez com que o índice atingido em audiência numa quinta-feira fosse a melhor desde 2017, quando a GloboNews cobriu o vazamento do áudio do então presidente da República, Michel Temer, em diálogos com o empresário Joesley Batista.

Com a chegada da CNN Brasil, a emissora alterou sua programação e tem apostado em informações sobre a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Atualmente, a GloboNews tem mais de 20 horas de programação ao vivo, principalmente que tenha foco em debates e análises.

GloboNews x CNN Brasil

A mudança tem surtido efeito e atingido alto desempenho desde o mês passado. No dia 12 de abril, por exemplo, o canal teve quatro vezes mais audiência que a concorrente, que também tem apostado em pautas sobre a Covid-19.

A disputa entre a CNN Brasil e a GloboNews foi muito ventilada devido ao investimento feito pela emissora americana ao entrar no Brasil, com direito a diversas contratações de profissionais da própria Globo.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!