Majestade

Roberto Carlos 79 anos: Relembre momentos em que o Rei surpreendeu na Globo

Realizados desde 1974, shows tiveram participações de Xuxa, Pelé e Os Trapalhões

 Roberto Carlos 79 anos: Relembre momentos em que o Rei surpreendeu na Globo
Em show anual para a Globo, Roberto Carlos já se vestiu de palhaço e homenageou Charles Chaplin - Foto: Montagem/NaTelinha

Walter Felix

Publicado em 19/04 às 09:09:00

Roberto Carlos completa 79 anos neste domingo (19). A data será celebrada com uma live transmitida ao vivo pela Globo, no Domingão do Faustão, e em plataformas digitais, como Globoplay e YouTube. Com quase seis décadas de carreira, o cantor continua a pleno vapor e seguido por uma legião de fãs, provando que Rei nunca perde a majestade.

continua depois da publicidade

Seus especiais de fim de ano, exibidos periodicamente pela Globo, se tornaram tradição desde 1974, quando a atração foi veiculada pela primeira vez, alcançado grande audiência. A partir daquele ano, a emissora passou a exibir shows do Rei sempre no fim de dezembro - com uma única interrupção: em 1999, em decorrência da morte de Maria Rita, sua esposa.

Relembre, a seguir, alguns dos momentos marcantes protagonizados por Roberto Carlos em seus especiais de fim de ano:

continua depois da publicidade

Encontro entre realezas

Vascaíno doente, Roberto Carlos deixou o esporte adentrar seu especial em 1977, às vésperas da Copa do Mundo da Argentina. O show foi intercalado com encontros entre o Rei da Música e o do Futebol, Pelé, que cantou e tocou violão ao lado do amigo. A atração teve ainda as participações de Garrincha e Roberto Rivelino.

Rei com a Rainha

Em 1990, foi a vez de outra majestade participar do especial de fim de ano de Roberto Carlos. Xuxa, no auge do sucesso, assumiu o palco e animou o público com suas músicas Boto Rosa, Lua de Cristal e Ilariê. Na sequência, a Rainha dos Baixinhos afirmou estar realizando um sonho ao fazer um dueto com o Rei, com quem cantou Noite Feliz. No ano seguinte, eles voltaram a se reunir e gravaram juntos o clipe da música Estrela-Guia.

continua depois da publicidade

Homenagem a Chaplin

Fã de Charles Chaplin, Roberto Carlos se caracterizou como o ícone do cinema em 1982, cinco anos após a morte do ator e diretor, vítima de um derrame justamente na noite de Natal. "Ele foi talvez o artista que mais entendeu e respeitou o ser humano. Seu amor pelas crianças, sua esperança nos jovens, seu carinho à velhice nos ensinou que o caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza", definiu o Rei, antes de entoar Emoções, vestido como o eterno Carlitos.

continua depois da publicidade

Cara de palhaço

O tema escolhido para a edição de 1986 foi Um Circo Chamado Brasil, em que fez uma ode ao universo circense. O Rei se vestiu à caráter, com maquiagem e nariz de palhaço. Na ocasião, ele cantou ao lado de Gal Costa e investiu no sertanejo e no samba, convidando Chitãozinho & Xororó, Chrystian & Ralf e Zeca Pagodinho, entre outros.

Trocando de roupa no palco

Em 1987, Roberto Carlos levou as fãs ao delírio ao trocar de roupa no palco, sem interromper a cantoria. No que definiu como um “strip-tease poético”, ele trocou peças de roupas para relembrar os estilos que marcaram sua carreira em décadas passadas. Na brincadeira, o cantor relembrou sucessos da Jovem Guarda.

continua depois da publicidade

Com os Trapalhões

Em 1979, o Rei convidou diversos humoristas, como Chico Anysio, Jô Soares e Os Trapalhões. Didi, Dedé, Mussum e Zacarias proporcionaram alguns dos momentos divertidos com um paródia do cantor. O quarteto, que naquela edição transformou a música Amanhã de Manhã em A Mamãe de Mamãe, voltou a participar da atração em anos seguintes, protagonizando momentos hilários.

Ceia sem show

Em 1999, pela primeira desde 1974, Roberto Carlos deixou de gravar o especial de fim de ano, bem como o álbum anual de inéditas. Sua esposa, Maria Rita, enfrentava um câncer, o que motivou o hiato na carreira do cantor. O especial e o disco de 2000, intitulados Amor sem Limites, foram feitos em homenagem a Maria Rita, que morreu em dezembro de 1999.

continua depois da publicidade

Outras participações

Na abertura do especial de 2004, os atores Antonio Fagundes e Stênio Garcia participaram como seus personagens, Pedro e Bino, da série Carga Pesada. Em esquete, eles encontram o cantor em um restaurante de estrada. Atrizes em destaque na programação da Globo também costumam ser convidadas para o especial. Recentemente, nomes como Isis Valverde, Sophie Charlotte e Marina Ruy Barbosa tiveram a chance de cantar ao lado do Rei.

continua depois da publicidade