Reportar erro
Exclusivo

Reportagem reforça descoberta sobre primeiro beijo transmitido pela TV brasileira

O primeiro beijo na frente das câmeras foi dado pela atriz Aimée Lemos e o locutor Carlos Frias

Tônia Carreiro, Nely Rodrigues, Aimée, Virgínia Laine e Alma Flora
Teste de transmissão da TV Tupi/ Foto: Revista O Cruzeiro
Sandro Nascimento

Publicado em 02/04/2020 às 10:25:39

Teve grande repercussão a revelação feita pelo NaTelinha da foto do primeiro beijo dado diante das câmeras de TV no Brasil. Até então, acreditava-se que Vida Alves e Walter Foster teriam sido os protagonistas da cena romântica, entretanto, ela aconteceu antes, com a atriz Aimée Lemos e o locutor Carlos Frias, durante as primeiras transmissões de televisão comercial no Rio de Janeiro, pela TV Tupi, em maio de 1950 com o patrocínio da marca General Eletric.

A foto do beijo entre Aimée e Carlos Frias foi publicada em uma matéria jornalística de três páginas de O Cruzeiro, revista de maior tiragem do Brasil na época. O texto e imagens são de Luciano Carneiro, um dos profissionais mais importantes da história da publicação, com título: "A Televisão Tupi vai para o ar".

"Esta reportagem não pretende satisfazer por completo à indisfarçável curiosidade dos metropolitanos - é bom esclarecer. A televisão já se tornou assunto corriqueiro de 'bate-papo' e os telefonemas à redação, solicitando notícias, não deixam margem a dúvidas. Mas outras reportagens esclarecerão melhor o leitor. O que importa fazer, no momento, é assegurar que tudo caminha às mil maravilhas", escreveu Luciano Carneiro na pagina 64 de O Cruzeiro do dia 27 de maio de 1950.

E continuou: "Disso acabam de ser testemunhas os principais artistas do teatro carioca. Convidados pelas Emissoras associadas, eles foram ter no estúdio privado da General Eletric - cuja fábricas aparelhavam a televisão Tupi - e tomaram parte na segunda experiência de transmissão. A primeira sucedera havia duas semanas e contara com a presença de autoridades entre as quais o Ministro da Educação".

Em texto divulgado pelo blog Telepadi na última quarta-feira (01), Elmo Francfort, profissional que trabalhou ao lado de Vida Alves por 17 anos, confirma o fato descoberto pelo professor Fernando Morgado, membro da Television Academy, entidade realizadora dos prêmios Emmy, e autor de diversos artigos e livros publicados no Brasil e no exterior, incluindo o best-seller Silvio Santos - A Trajetória do Mito. Francfort, contudo, defende que o beijo entre Vida e Walter teria sido o primeiro em uma fase "não experimental".

Elmo revelou que sabia da existência do beijo entre Aimée e Carlos Frias, mas que optou por não divulgá-lo: "Quando me certifiquei pensei em comentar com a Vida Alves. Pensei mesmo, muito, mas não o fiz. Por quê? Por um compromisso ético, de respeito, pensei que um dia contaria aos amantes da história da TV, porém só o faria depois da passagem da Vida Alves. Que ser humano seria eu para colocar em dúvida uma história, criando talvez uma polêmica, que aos pesquisadores poderia ser considerada relevante?".

Francfort contou também que ouviu o testemunho de José de Almeida Castro, ex-diretor dos Diários Associados, que confirmou o pioneirismo de Aimée e Carlos Frias: "Sabe de uma coisa, rapaz, tenho provas de que esse primeiro beijo não foi deles [de Vida Alves e Walter Foster]. Foi lá na TV Tupi do Rio de Janeiro, eu estava lá". Elmo afirmou ainda Almeida Castro teria lhe relatado o acontecido com riqueza de detalhes.

O site da Pró-TV, entidade fundada pela própria Vida Alves em 1995, na página que dedica à biografia de Carlos Frias, conta que ele e Aimée deram "o primeiro beijo na telinha carioca".

O beijo polêmico

 

Na última terça-feira (31), o NaTelinha publicou a foto do primeiro beijo transmitido pela TV no Brasil, que aconteceu meses antes da cena protagonizada por Vida Alves e Walter Foster durante o capítulo final da novela Sua Vida Me Pertence, lançada pela TV Tupi de São Paulo em 21 de dezembro de 1950. "E, no último capítulo, quando finalmente o galã (Walter Foster) se decide pela outra (Vida Alves), acontece o primeiro beijo. Lento, romântico. Lábios nos lábios. Cabeças inclinadas. Amor. Suavidade. Beleza", escreveu Vida em seu livro TV Tupi: Uma Linda História de Amor.

Na obra, a atriz contou ainda que o fotógrafo dos Diários Associados, Chico Vizzoni, teria se recusado a registrar o beijo por considerá-lo "um escândalo".

A esta reportagem, Fernando Morgado fez questão de ressaltar que a publicação da foto de Aimée e Carlos Frias não diminui a importância de Vida Alves e Walter Foster para a história da TV. "A divulgação dessa descoberta serve para auxiliar os pesquisadores de comunicação a contarem a história de uma forma mais precisa. E é importante frisar que isso não diminui a importância de Vida Alves e de Walter Foster. Eles foram dois pioneiros muito talentosos, responsáveis, juntamente com outros profissionais, pela construção da televisão no Brasil", completou Morgado.

O NaTelinha reverencia Vida Alves e Walter Foster

No ano em que a TV brasileira completa 70 anos da sua inauguração, o NaTelinha comemora 15 anos cobrindo a trajetória do principal veículo de massa do país. Mesmo com o advento de várias tecnologias, a TV continua sendo protagonista e a principal fonte de entretenimento e informação do público.

Pautado na ética e no compromisso do jornalismo independente, o site vem retratando, neste período, bastidores e os principais fatos frente às câmeras e fora delas, de artistas, executivos e funcionários do veículo. Algumas vezes, como este caso, recontando a história da televisão.

O NaTelinha reforça a importância de Vida Alves e Walter Foster na história, com o primeiro beijo de fato numa novela na TV comercial. A eles toda nossa reverência.

Mais Notícias