Reportar
erro
Pandemia

Após coronavírus virar pandemia, emissoras tomam decisões para evitar doença

Pandemia tem feito emissoras adotarem cuidados


Tiago Leifert com a plateia do BBB20
BBB20 será um dos programas que sofrerão ajustes por causa do coronavírus - Foto: Divulgação
Por Daniel César

Publicado em 12/03/2020 às 20:05:24

Desde que foi transformado em pandemia pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o coronavírus fez com que diversas emissoras adotassem algumas medidas de prevenção para evitar a propagação do vírus entre funcionários e convidados. Globo, SBT e TV Aparecida enviaram comunicado explicando a decisão.

Programas sem plateia, viagens proibidas e até instruções para funcionários poderem trabalhar em casa em casos excepcionais são algumas das decisões dos canais para tentar conter o crescimento do surto no Brasil, que já contava com quase 80 casos até a publicação da reportagem.

Confira o posicionamento das emissoras:

TV Aparecida e o coronavírus

Após coronavírus virar pandemia, emissoras tomam decisões para evitar doença

A direção da TV Aparecida definiu nesta quinta-feira (12) que os programas do canal não irão receber pessoas na plateia. A decisão é uma medida de segurança devido ao atual problema do coronavírus. Em resposta a contato do NaTelinha, a emissora respondeu que as atrações com auditório em sua sede, não terão mais a presença do público, tanto as produções gravadas como ao vivo. O Terra da Padroeira e o Aparecida Sertaneja são dois exemplos que terão seu formato modificado enquanto a normalidade não se restabeleça. “A decisão foi tomada pela direção da emissora apenas para evitar riscos desnecessários’, explicou a assessoria de comunicação da TV Aparecida.

O canal não é o primeiro a tomar atitudes deste tipo para proteger seus contratados. Diversas emissoras passaram a soltar notas e comunicados a respeito das mudanças programas em virtude do avanço do coronavírus no Brasil.

Globo e o coronavírus

Após coronavírus virar pandemia, emissoras tomam decisões para evitar doença

A Globo modificou o esquema de plateia das suas atrações desde a manhã de quinta-feira. O Encontro com Fátima Bernardes reduziu pela metade o número de pessoas que participam da plateia e outras produções devem seguir o mesmo método ou até mesmo não ter público nos estúdios, como é o caso do BBB20

No Paredão da próxima terça-feira (17), o diretor Boninho informou que os familiares, amigos e simpatizantes dos brothers emparedados não vão ser levados aos estúdios da Globo para acompanhar a eliminação.

A festa de lançamento da novela Nos Tempos do Imperador foi cancelada por questão de segurança e o canal irá atender as demandas da imprensa individualmente. Procurada pelo NaTelinha, a Globo informou que tem avaliado seu modelo de participação de plateia. “Como forma de prevenção ao Coronavírus (Covid-19), para garantir a segurança do público e dos funcionários, estamos avaliando o modelo e a própria participação de plateia e de figuração em nossos programas”, declarou a empresa.

O canal carioca também divulgou nota informando que, a partir desta quinta-feira (12) haverá mais edições do Bem Estar ao longo da programação, com o objetivo de esclarecer o público sobre a evolução do coronavírus. Segundo o documento, o quadro passará a ter três edições diárias no período vespertino, uma dentro do Se Joga e outras duas ao longo da programação. O foco do Bem Estar será em mostrar os cuidados para evitar o contágio da doença e responder dúvidas do público. A Globo informou que manterá o quadro com as quatro edições por dia (ele também faz parte do Encontro), o tempo que for necessário, conforme a evolução da pandemia.

SBT e o Coronavírus

Após coronavírus virar pandemia, emissoras tomam decisões para evitar doença

O SBT também soltou nota a seus funcionários informando que está revendo seus procedimentos de limpeza em suas dependências como forma de intensificar o processo de higienização e prevenção e pediu que todos  sigam as orientações de higiene em transporte público, fretados da empresa e também nos restaurantes internos.

A emissora de Silvio Santos informou também que, por serem considerados mais vulneráveis às conseqüências do vírus, está desaconselhado que pessoas acima de 65 anos de idade participem de programas de auditório do canal por ficarem expostos a ambientes confinados e com a presença de diversas pessoas.

O SBT informou ainda que seus funcionários acima de 65 anos que não estejam com sintomas, mas que não se sintam seguros em comparecer o ambiente de trabalho nos próximos 15 dias, deverão procurar seus gestores imediatos para a definição sobre melhor forma de executarem suas atividades à distância, caso seja possível.

A emissora, no entanto, manteve as viagens nacionais, deixando claro que apenas as que sejam essenciais para o funcionamento da operação de produção e exibição. Já as viagens de negócios deverão ser evitadas ao máximo, optando por videoconferências, sempre que possível. Qualquer viagem internacional foi suspensa preventivamente e quem estiver regressando de viagem internacional deverá entrar em contato com o RH antes de retornar ao trabalho.

O SBT informou ainda que pessoas com sintomas da doença não devem comparecer à empresa e deverão procurar atendimento médico mais próximo, informando seu chefe. Se os sintomas surgirem dentro da emissora, a orientação é de que o paciente procure o Ambulatório Médico.

RedeTV! e o Coronavírus

A RedeTV! também já adotou práticas a fim de evitar a propagação do coronavírus. Por conta disso, o canal de Marcelo de Carvalho e Amílcare Dallevo confirmou que um de seus principais programas também sofrerá mudanças para combater o vírus.

O Encrenca do próximo domingo (15) continuará ao vivo, porém não terá a presença de plateia. A emissora não informou por quanto tempo a decisão irá prevalecer.

Coronavírus

O coronavírus – conhecido desde 1960 – é o nome dado a uma família viral que tem formato de coroa e causa infecções respiratórias, provocando outras doenças piores, como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers).

O Brasil já soma quase 75 casos e o Ministério da Saúde pediu para que o Congresso permitisse o uso R$ 5 bilhões por parte do Governo para poder conter o aumento do vírus no país.

A doença causada pelo novo coronavírus foi intitulada de Covid-19, sendo descoberto em dezembro do ano passado na China. A primeira morte foi confirmada no dia 9 de janeiro e agora é uma das maiores preocupações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Mais Notícias