Bate-papo

Miguel Falabella compara Eu, a Vó e a Boi com o Brasil: "Tudo é na bala"

Autor participou do Conversa com Bial nesta quarta (04)

 Miguel Falabella compara Eu, a Vó e a Boi com o Brasil: "Tudo é na bala"
Miguel Falabella no Conversa com Bial - Reprodução/Globo

Redação NT

Publicado em 04/12/2019 às 10:30:00

Miguel Falabella falou sobre seu processo criativo para a série Eu, a Vó e a Boi, série que estreou exclusivamente no Globoplay na última semana. Na madrugada desta quarta-feira (04), no Conversa com Bial, o autor relatou que a história é um retrato do atual momento do Brasil.

continua depois da publicidade

“Serve pra gente 'fotografar' um pouco o país que estamos vivendo. Tudo é na bala, tudo se resolve no grito”, explicou o escritor, ressaltando que a situação política do país tem feito as pessoas discutirem de maneira mais violenta ao invés de conversar buscando soluções.

O artista confessa que, quando escreve para o humor, ele usa do sofrimento como inspiração. “Você faz comédia com raiva, você faz comédia com dor”, disse.

continua depois da publicidade

Eu, a Vó e a Voi conta com Arlete Salles e Vera Holtz nos papéis principais. A série narra os conflitos entre duas vizinhas, arquirrivais e avós do mesmo rapaz, Roblou (Daniel Rangel). A trama é inspirada em uma “thread” (sucessão de postagens no Twitter contando uma história), que viralizou na rede social há dois anos.

Em 2017, o internauta Eduardo Hanzo narrou a seus seguidores as constantes brigas entre sua avó e uma vizinha, que perduram há 50 anos. Uma delas costumava chamar a inimiga de “vaca”, mas, por achar o apelido muito machista, passou a designá-la como “boi”.

continua depois da publicidade

A história despertou o interesse da novelista Gloria Perez, que encaminhou o projeto a Falabella. O argumento, com histórias e personagens excêntricos, casaram-se perfeitamente com o universo criativo do autor. Seu texto ganhou direção artística de Paulo Sivestrini.

Arlete Salles elogia Miguel Falabella

A atriz também participou da entrevista e afirmou que Miguel Falabella faz parte do grupo de melhores autores do país.

“Não é porque ele é meu amigo e está aqui, mas ele é com muita justiça considerado um dos grandes comediógrafos do Brasil. O texto é impecável”, opinou Arlete.

continua depois da publicidade

“Ele adora esses personagens loucos porque talvez Miguel ache que só os loucos sentem o sabor da vida”, acrescentou.

A primeira temporada de Eu, a Vó e a Boi está disponível no Globoplay e conta com 6 episódios.