Mais Você

Ana Maria Braga e Sandra Annemberg se emocionam ao falarem de Ricardo Boechat

Ana Maria Braga e Sandra Annenberg
Reprodução

Publicado em 12/02/2019 às 10:09:04 ,
atualizado em 12/02/2019 às 10:29:18

Por: Naian Lucas

O ano de 2019 para o “Mais Você” tem sido mais jornalístico e menos entretenimento. Isto porque Ana Maria Braga tem sido responsável por fazer coberturas de tragédias que vêm assombrando o Brasil neste começo de ano. Depois de ter que trazer reportagens sobre Brumadinho e o incêndio no CT do Flamengo, a comunicadora iniciou a atração desta terça-feira (12) falando sobre a morte do jornalista Ricardo Boechat.

O programa global começou ao som da música “Sympathy For The Devil”, do The Rolling Stones. Ana Maria explicou que escolheu a canção porque era uma das favoritas de Boechat. “Escutei muitas coisas e a fala que mais me chamou atenção foi da Leilane Neubarth. Ela disse que, nos últimos dias, nós fomos castigados pela natureza. A terra arrasou uma cidade, em Brumadinho, a água tirou sete vidas no Rio de Janeiro, o fogo, 10 adolescentes e seus sonhos e o ar nos levou o Boechat”, completou visivelmente emocionada.

Demonstrando abalo ao falar do colega, Ana Maria desabafou sobre a situação em que o país se encontra. “O tempo para se recuperar de tantas tristezas não está sendo o suficiente. É tudo muito perto. Ele pegou um helicóptero para chegar rápido em casa e almoçar com a família. Um hábito comum, de um homem simples como era ele. Para Boechat, as prioridades eram os filhos, o amor da Veruska, sua esposa, o trabalho, o lazer, pais e vinho”, comentou.

Depois, a apresentadora do “Mais Você” chamou a jornalista Sandra Annemberg para falar sobre o falecimento de Ricardo Boechat. A âncora do “Jornal Hoje”, diferentemente da cobertura que fez ontem, emocionou-se e relatou como foi noticiar a morte do seu colega de profissão.

“A notícia chegou quando estávamos com o jornal no ar. Nós estamos acostumados a dar notícias difíceis, mas a morte dessa maneira foi chocante. Ter que controlar a emoção é muito difícil, Ana. Quando saí do ar, eu pensei muito se eu consegui de fato passar não só a informação, mas um pouco de tranquilidade numa situação tão difícil. No dia em que eu não puder mais me emocionar com meu trabalho, não tem mais sentido fazê-lo”, falou Sandra com os olhos cheios de lágrimas.

Ana Maria Braga também citou o velório de Boechat e desejou força para os familiares e amigos do jornalista. A cobertura sobre a morte durou cerca de cinco minutos no início do programa. Logo em seguida, a comunicadora começou a apresentar o quadro “Fecha a Conta”.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!