Até que a Sorte Nos Separe 3

Contra "A Praça", Globo toma medida paliativa, escala filme e lidera

No mês de junho, "A Praça é Nossa" liderou pela primeira vez na história na Grande São Paulo


atequeasortenossepare3_a85d72f8bbe7642844a73c8252348720e5c00c90.jpeg
Leandro Hassum, Camila Morgado, Bruno Gissoni e Julia Dalavia alavancaram Ibope da Globo - Reprodução/Globo Play

Cansada de sofrer derrotas nas noites de quinta-feira, a Globo lançou nesta semana o "Cine GloboPlay", sessão de filmes destinada a promover seu serviço por streaming e afastar "A Praça é Nossa" da ponta do Ibope.

Depois de ter tomado uma surra histórica no mês de junho, onde "A Praça é Nossa" liderou na Grande São Paulo pela primeira vez em 31 anos, a Globo recorreu a filmes.

E deu certo. Na noite desta quinta-feira (5), "Até que a Sorte Nos Separe 3 - A Falência Final", com Leandro Hassum e Camila Morgado, cravou 14,7 pontos contra 10,9 da "Praça". Na média geral, o longa-metragem nacional conquistou 14,3 ante 10,4 do SBT.

A audiência do humorístico de "A Praça é Nossa" não sofreu alterações, mas a Globo, que costumava dar 9 pontos nessa faixa, teve uma considerável subida em seus índices.

Vale lembrar que a história protagonizada por Leandro Hassum conseguiu 14,7 pontos indo até depois de uma hora da manhã. Na semana passada, o "Central da Copa" marcou 11,6, "Jornal da Globo" teve 7,1 e o "Conversa com Bial" apenas 5,1 no horário.

A medida emergencial da Globo prova que os filmes ainda têm lugar cativo na TV aberta e uma audiência respeitável. Não à toa, conforme antecipado pelo NaTelinha em junho, a emissora fechou uma nova parceria com a Universal Studios.

Esses dados são consolidados e referem-se a um grupo de telespectadores na Grande SP.

Mais Notícias