Andrew McFarlane

Tony de "Eu, a Patroa e as Crianças" critica Hollywood e fala sobre o cancelamento da série

"Eu, a Patroa e as Crianças" teve cinco temporadas produzidas entre 2001 e 2005 e terminou sem final

Tony de
Andrew McFarlane abriu o próprio negócio em Los Angeles - Divulgação

Thiago Forato
i

Thiago Forato

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 14 anos e assina a coluna Enfoque NT há oito, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele:

thiagoforato@natelinha.com.br

Twitter: @tforatto

Publicado em 03/05/2019 às 09:02:10 Atualizado em 03/05/2019 às 12:02:11

Um dos atores de "Eu, a Patroa e as Crianças", Andrew McFarlane, não quer mais saber de holofotes. Desde 2013, abriu um bar de sucos no coração de Los Angeles, mas guarda boas recordações de Hollywood.

Em uma rara entrevista, o ator que interpretou o religioso Tony falou ao NaTelinha sobre a série produzida entre 2001 e 2005 que totalizou 123 episódios. "Eu na verdade não sei a resposta para isso. Como atores, as redes não precisam dizer o porquê [do cancelamento]. Eles podem simplesmente cancelar seu show", argumentou ele.

"Tenho a impressão de que poderia ter algo a ver com Damon [Wayans, o protagonista Michael Kyle]. Pode ser um motivo financeiro também, mas na verdade eu não sei o que houve", relembra Andrew. "Eu, a Patroa e as Crianças" terminou sem um final. No último episódio da quinta temporada, Jay (Tisha Campbell Martin) anunciou sua gravidez depois de pedir à Michael fazer uma vasectomia. E acabou por aí.

Há rumores apontando que as situações fora da realidade que ganharam força ao longo dos anos foram o principal motivo. E de fato, em fóruns de discussão, os próprios fãs argumentavam de que "Eu, a Patroa" extrapolava, sobretudo com as mesmas piadas, como a cabeça grande de Júnior (George O. Gore II) e os incontáveis "ehhhh... não!".

Andrew revela que recebe mensagens de fãs brasileiros às vezes e até cogitar a possibilidade de visitar o país algum dia. Questionado se sabe do sucesso da série por aqui, diz: "Já ouvi falar [sobre o sucesso], mas realmente não sei o quão bem-sucedida ela é".

Por mais de 10 anos, o SBT transmitiu a série e ao lado de "Um Maluco no Pedaço", formava uma dobradinha no início das tardes que rendia altos índices de audiência, chegando até a liderança do horário. Atualmente, o canal Comedy Central transmite a série diariamente.

Passados 14 anos desde o fim de "Eu, a Patroa e as Crianças", Andrew não mantém contato com todos. "Eu falo com Jennifer [a Claire da segunda temporada em diante] de vez em quando e alguns dos outros escritores", conta.

Questionado se a série pode voltar futuramente, ele é sincero: "Provavelmente não, mas tudo é possível. Talvez eles façam um spin-off. Quem sabe? A vida é cheia de surpresas".

Depois do final da série, o ator diz que trabalhou em alguns outros pequenos projetos. "Mas não me senti motivado a continuar. Eu realmente gostei de trabalhar nesse programa, mas não sou um grande fã da maneira que Hollywood trabalha", confidencia.

Aos 32 anos, Andrew relata que começou a modelar aos 12 anos e a levar o meio artístico mais a sério com 14. "Em seguida, fiz mais comerciais, e consequentemente, mais televisão. Parei de atuar quando tinha 26 anos para começar um negócio de suco em Los Angeles", orgulha-se ele, que tem um bar de sucos e promete mudar o conceito disso.

Ao NaTelinha, Andrew agradeceu o apoio dos fãs que mandam mensagens à ele. Atualmente, o ator mantém, além de seu Instagram, um canal no YouTube.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!