Reportar erro
Pau a pau

Sucesso pela 5ª vez, O Cravo e a Rosa foi superada por "novela da Sandy" há 20 anos

Em 2001, Estrela-Guia teve maior média de público que a história de Catarina e Petruchio, antecessora no horário

À esquerda, Sandy na novela Estrela-Guia; à direita, Adriana Esteves e Eduardo Moscovis em O Cravo e a Rosa, atualmente em reprise na Globo
Com Sandy no papel principal, Estrela-Guia sucedeu O Cravo e a Rosa às 18h e deu maior média de audiência no horário - Fotos: Divulgação/Globo
Walter Felix

Publicado em 10/01/2022 às 06:00:00

Bem-sucedida em sua quinta exibição na TV, O Cravo e a Rosa mostrou na última semana, mais uma vez, o poder de Catarina (Adriana Esteves) e Petruchio (Eduardo Moscovis) em atrair audiência. Em edição especial, a novela registrou médias de 14 pontos na Grande São Paulo, altíssimas para o início da tarde. Hoje considerada um curinga pela Globo, a trama foi superada, há 20 anos, por sua sucessora às 18h: Estrela-Guia (2001), mais lembrada como “a novela da Sandy”.

Na prática, O Cravo e a Rosa e Estrela-Guia tiveram um desempenho parecido e satisfatório para a faixa das seis no início dos anos 2000. Curiosamente, a primeira, que se tornou um clássico e atingiu repercussão e prestígio muito maiores, teve uma audiência um pouco menor: média de 30,6 pontos, contra 30,9 da atração seguinte, segundo dados divulgados pelo Ibope na época.

O maior feito de O Cravo e a Rosa, há duas décadas, foi ter recuperado a audiência do horário, que amargava seguidos insucessos. Além de devolver a faixa para o patamar dos 30 pontos, a criação de Walcyr Carrasco e Mário Teixeira permitiu que a sucessora entrasse no ar com um público já cativo, novamente habituado ao horário. Tanto que Estrela-Guia fez bonito logo na estreia, com média de 36 no primeiro capítulo.

Nessa briga, O Cravo e a Rosa levou algumas vitórias. No último capítulo, em março de 2001, chegou a 43 pontos. Apesar do índice superior na média geral, Estrela-Guia nunca passou dos 37. Com uma reta final mais morna, viu seus números minguarem e anotou apenas 31 no desfecho, em junho do mesmo ano.

Campeã de reprises, O Cravo e a Rosa está no ar pela quinta vez; já Estrela-Guia nunca foi reexibida na Globo

Nem mesmo a média acima da registrada por O Cravo e a Rosa garantiu a Estrela-Guia o mesmo tratamento na emissora. Ao passo que a novela de Catarina e Petruchio foi esticada - seus 90 capítulos previstos se transformaram em 221, devido à boa recepção -, a história encabeçada por Sandy saiu de cena como planejado, com apenas 83 episódios. Na época, especulou-se que a carreira musical da artista também impediria a longa duração do folhetim.

Fato é que a atual aposta das tardes da Globo conquistou público e crítica, o que garantiu duas reprises no Vale a Pena Ver de Novo (em 2003 e em 2013) e uma exibição no canal Viva (em 2019), além da atual, em cartaz desde dezembro. Ficou marcada como o primeiro de muitos sucessos de Walcyr Carrasco na emissora, enquanto Estrela-Guia, sem grande repercussão, recebeu mais críticas negativas, escalada para apenas uma reprise, no Viva, em 2019.

Mesmo com uma trama sem grande expressão, a Globo se lembrou dos bons números de Estrela-Guia e cogitou reprisá-la à tarde em 2004, com exibição prevista para de janeiro a março daquele ano. Contudo, os planos coincidiram com o fim do contrato de Sandy e Júnior com a emissora. Em 2003, o seriado infantojuvenil dos irmãos, exibido aos domingos, saiu do ar. Para o Vale a Pena Ver de Novo, foi então acionada Corpo Dourado (1998).

Na trama, Sandy vivia Cristal, uma jovem criada em uma comunidade hippie. Ao atingir a maioridade, apaixona-se pelo próprio padrinho, Tony (Guilherme Fontes). O capítulo em que eles deram o primeiro beijo foi o mais comentado. “Não imaginava algo naquela proporção. Achei tudo uma bobagem porque parecia que eu nunca tinha beijado na vida”, comentou a atriz e cantora, na época, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Apelidada de "novela da Sandy", tratava-se de uma aposta da emissora em um viés mais jovial no horário. E ninguém melhor para o posto de protagonista que Sandy, líder das paradas de sucesso ao lado do irmão Júnior. Há relatos de que a cantora, cercada de cuidados, teve algumas regalias nos bastidores, e a direção da emissora até teria pedido ao Casseta & Planeta que "pegasse mais leve" com ela.

Relembre a abertura de Estrela-Guia:

 




Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias