Reportar erro
Após 33 anos

Por onde anda Beatriz Bertu, a Heleninha de Bebê a Bordo

Estrela de novela de 1988 seguiu carreira artística; trama de Carlos Lombardi está de volta no Globoplay a partir desta segunda (8)

À esquerda, Isabela Garcia e Beatriz Bertu na novela Bebê a Bordo, de 1988; à direita, Beatriz Bertu aos 30 anos
Beatriz Bertu estreou na novela Bebê a Bordo e seguiu a carreira artística após os 15 anos - Fotos: Divulgação/Globo e Reprodução/Facebook
Walter Felix

Publicado em 07/11/2021 às 15:00:00

Beatriz Bertu tinha apenas 10 meses de idade quando estrelou Bebê a Bordo (1988), novela de Carlos Lombardi com direção de Roberto Talma que chega ao Globoplay nesta segunda-feira (8). A menina contracenou com atores como Isabela Garcia, Tony Ramos e Dina Sfat. Passados 33 anos, ela está longe da TV, mas não da carreira artística: vem se dedicando ao teatro.

Em entrevista concedida ao jornal Extra em 2018, Beatriz Bertu revelou que já havia atuado em 15 espetáculos teatrais, dois filmes e uma websérie. Ela retomou a carreira artística por volta de 2003, aos 15 anos, depois de desistir da carreira esportiva. Ela era atleta da seleção brasileira de ginástica de trampolim, mas machucou o joelho.

Na ocasião, a artista falou que, mesmo adulta, é reconhecida por seu trabalho na novela da década de 1980. “Por todos esses anos, venho sendo parada nas ruas, frequentemente, por pessoas que me perguntam se eu não era o bebê da novela. Na infância, isso me chateava, mas com o tempo eu entendi o quanto Bebê a Bordo despertou o carinho do público.”

“Chegava a gravar 30 cenas por vez, em diversos lugares da cidade. O salário que eu recebia ajudou a pagar as contas e a creche da minha irmã mais velha, que passou a ficar por lá em tempo integral, porque minha mãe ou meu pai tinha que me acompanhar para onde eu fosse.”

Beatriz Bertu

Atualmente, Beatriz Bertu se define como “assistente de direção” em uma conta no Instagram restrita para amigos.

Com linguagem inovadora, Bebê a Bordo fez sucesso em 1988, mas fracassou em reprise de 2018

Por onde anda Beatriz Bertu, a Heleninha de Bebê a Bordo

Bebê a Bordo conta a história de Ana (Isabela Garcia), uma moça que participa de um assalto e passa a ser perseguida pela polícia. Grávida, durante a fuga, ela acaba tendo a criança dentro do carro de Tonico (Tony Ramos), que passava por ali por coincidência. No meio de toda essa confusão, os dois se envolvem, dando início a um relacionamento inusitado.

Sem trabalho e expectativa na vida, Ana decide deixar a recém-nascida Heleninha na porta da casa de sua mãe, Laura (Dina Sfat), que nem imagina que a criança é sua neta. Ao mesmo tempo, vários homens disputam a paternidade da criança, pois Ana não lembra com quem transou na noite em que ficou grávida.

O sucesso fez com que o folhetim - com linguagem inovadora, de muita ação e diálogos rápidos - fosse reprisado no Vale a Pena Ver de Novo em 1992 e no Viva em 2018. Contudo, na versão apresentada no canal pertencente ao Grupo Globo, a audiência baixa afundou o horário. Nas redes sociais, parte do público também torceu o nariz para a novela.

Como consequência da crise, o Viva decidiu editar a produção por conta própria, revoltando os fãs: a exibição terminou com 132 capítulos ante os 209 da versão original. Para resgatar a audiência, o canal escalou Vale Tudo, clássico da teledramaturgia brasileira. Na versão para o Globoplay, Bebê a Bordo estará completa.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias