Reportar erro
Tesoura

Cenas de Carla Diaz foram cortadas do desfecho de A Força do Querer

Carine seguiu o baile após a morte de Rubinho, mas sequência foi eliminada da reprise na Globo

Carla Diaz como Carine em cena da novela A Força do Querer
Em A Força do Querer, Carine sorri após Kikito assumir controle do tráfico; trecho foi cortado da reprise - Foto: Reprodução/Globo
Walter Felix

Publicado em 13/03/2021 às 13:35:00,
atualizado em 13/03/2021 às 17:15:33

Duas cenas de Carla Diaz presentes no último capítulo original de A Força do Querer, exibido em outubro de 2017, foram eliminadas da reprise que chegou ao fim nessa sexta-feira (12). Uma delas era essencial, pois indicava qual seria o destino da personagem Carine: após a morte de Rubinho (Emílio Dantas), ela "seguiu o baile", se engraçando para o lado de Kikito (Marcos Junqueira), que assume o morro.

Uma das cenas mais comentadas do fim de A Força do Querer há quatro anos foi a performance de Carine na dança do ventre. Mais alegórica do que importante para o desenrolar da história, a sequência mostrava a atriz seduzindo Rubinho com a tradição do Oriente Médio. Foi uma bem-humorada referência de Glória Perez à personagem Khadija, vivida por Carla Diaz ainda menina em outra novela da autora, O Clone (2001).

Ao som de uma música árabe, Carine dança para o traficante na cena que não foi ao ar na reprise da Globo. Vestida a caráter, ela ainda exibe uma gargantilha com o nome do amado: Rubinho. A sequência é contraposta à prisão de Bibi (Juliana Paes), que se entrega à polícia para acertar as contas de seus erros do passado.

Roubando a cena no BBB21, Carla Diaz teve participação reduzida na reprise de A Força do Querer

Cenas de Carla Diaz foram cortadas do desfecho de A Força do Querer

Mais à frente no último capítulo original de A Força do Querer, Rubinho enfrenta Sabiá (Jonathan Azevedo) em uma guerra pelo poder no morro. O ex de Bibi acaba morto, o que deixa Carine inconsolável. Na cena, que permaneceu na edição feita pela Globo para a reexibição, a moça é consolada pela tia Jacy (Betty Gofman) e se lamenta, aos prantos: "Mataram meu maridinho".

Contudo, ficou de fora um trecho fundamental sobre o destino da personagem. Logo após a morte de Rubinho e a prisão de Sabiá, Kikito, pau-mandado dos bandidos, assume o controle do tráfico. "Aí, comunidade, Kikito aqui falando. Agora eu que tô no comando, eu que tô de frente", anuncia o marginal.

Basta ouvir a fala de Kikito para que Carine abandone a expressão de luto e sorria, ao som do verso "Ô, novinha, eu quero te ver contente", do funkeiro MC Don Juan. A cena dá a entender que a periguete se engraçaria para cima do novo mandachuva do morro. Toda a sequência, eliminada na reprise, deveria ter ido ao ar na última quinta-feira (11), já que o último capítulo original da novela foi picotado para caber na grade.

Curiosamente, a edição excluiu cenas de Carla Diaz da novela enquanto a atriz está em destaque absoluto no BBB21. Na última quinta, ela voltou de um paredão falso que deu uma virada no jogo. Em um quarto secreto, a artista ficou mais de 24h ouvindo tudo o que os brothers diziam a seu respeito e, momentos depois, voltou à casa confrontando novos adversários.