Reportar erro
Sumidos

Saiba por onde andam os atores mirins de Felicidade, de volta no Globoplay

Eduardo Caldas e Tatyane Goulart sumiram das novelas, mas seguiram na vida artística

Tatyane Goulart e Eduardo Caldas na novela Felicidade, de volta no Globoplay
Bia e Alvinho roubaram a cena em Felicidade, novela de Manoel Carlos exibida entre 1991 e 1992 - Foto: Reprodução/Globo
Walter Felix

Publicado em 21/12/2020 às 05:00:00

Os então atores mirins Eduardo Caldas e Tatyane Goulart emocionaram o público como Alvinho e Bia em Felicidade, novela de Manoel Carlos que chega nesta segunda-feira (21) ao Globoplay. Filhos dos protagonistas da história, os pequenos seguiram carreira em novelas nos anos 1990, mas se afastaram do vídeo na década seguinte. Apesar disso, hoje aos 36 e 37 anos, respectivamente, eles seguem na vida artística.

Tatyane Goulart foi uma das principais atrizes infantis nos anos 1990. Atuou em O Mapa da Mina (1993), Quatro por Quatro (1994), Malhação (1996), entre outras novelas. Seguiu com trabalhos na Globo até 2009, quando fez a minissérie Cinquentinha, de Aguinaldo Silva. Em 2013, assinou com a Record para integrar o elenco de Pecado Mortal, de Carlos Lombardi, sua última novela.

Longe da TV, a atriz se dedicou a trabalhos com dublagem na empresa da família, a MG Studios, que passou a administrar quando o pai foi morar nos Estados Unidos. Além disso, dedicou-se à maternidade solo: no ano passado, ela deu à luz a Catarina, fruto de um breve relacionamento, como relatou em entrevista em janeiro ao site de Patricia Kogut.

Tatyane Goulart vive experiência semelhante à da mãe na ficção

"A gestação me pegou de surpresa e também o pai dela, pois não foi planejada. Não tenho nada pessoal contra o pai, nem ressentimentos. É opção dele não participar, não importa o que eu faça. Só posso respeitar. Amo a minha filha. Se o entendimento dele é esse, ok. O tempo passa. De repente, um dia, a ficha dele cai", avaliou Tatyane Goulart, no início do ano.

A situação de maternidade solo é semelhante à vivenciada por Helena (Maitê Proença) em Felicidade. Na trama, a protagonista opta por não revelar a gravidez ao pai de Bia (vivida por Tatyane na segunda fase) e decide criar a filha sozinha. Mas a menina cresce e pressiona a mãe para revelar a identidade do genitor, o que só é feito no fim da história.

Desde que deu à luz, Tatyane passou a compartilhar suas experiências como mãe solo nas redes sociais. No Instagram, ela fala sobre o tema a mais de 140 mil seguidores. A atriz volta às novelas no ano que vem: já está gravando Gênesis, próxima trama bíblica da Record, que estreia em janeiro.

Eduardo Caldas viaja de van com a esposa pelos EUA e México

Já Eduardo Caldas deixou de ser ator, mas também seguiu no universo artístico, trabalhando como roteirista. O garoto, que chegou a ser apelidado de "Macaulay Culkin brasileiro" nos anos 1990, hoje assina Eduardo Albuquerque e vive uma experiência incomum com a esposa, a produtora cultural Luisa Acosta: eles viajam de van pelos EUA.

A empreitada teve início com a pandemia do coronavírus. O diário de viagem é compartilhado nos perfis @ed.albuquerque e @vanlifefever no Instagram. Eles já percorreram diversas cidades norte-americanas e agora chegaram ao México. Na última semana, o ex-ator falou sobre o novo rumo da carreira e relembrou Felicidade em entrevista ao Gshow.

"Ser criativo guia minha vida, me faz feliz, quero poder ter uma vida em que eu possa viver no presente e desfrutar das coisas. Quero publicar um livro que escrevi, escrever Felicidade 2020 com Maneco e uma série para o Brasil", divagou. Um de seus trabalhos mais recentes é Freedom, curta com Giselle Itié, sobre a crise de imigração nas fronteiras do México.

Mais Notícias