Reportar erro
Kyra

Vitória Strada sobre fim de Salve-se Quem Puder: "Sem acreditar que vai acabar"

Atriz diz que chorou muito gravando finais

Vitória Strada com carão
Vitória Strada é Kyra em Salve-se Quem Puder - Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 10/12/2020 às 10:03:45

Vitória Strada está a poucas cenas de terminar seu trabalho como Kyra em Salve-se Quem Puder, novela que volta com capítulos inéditos em 2021. Ao jornal O Globo, ela afirma que todas os finais importantes já foram gravados.

"Estou sem querer acreditar que vai acabar. Sem dúvida, o sentimento de missão cumprida. De certa forma, entramos para a história. Fomos a novela que mais gravou com todos os protocolos", disse ela, ressaltando a novidade de se gravar nessas condições.

Segundo a atriz, também doeu para todos trabalhar assim. "Nós só vamos ver o resultado quando a novela for exibida, com a esperança que tenha tudo ficado bom. Estamos contando com a ajuda de efeitos especiais para tirar os acrílicos das cenas e colocar fundo naquelas que seriam externas, mas acabaram sendo gravadas nos estúdios", conta.

A atriz lembra que quando a novela está no ar, há tempo hábil para que alguma coisa seja ajustada. "Desta vez, não teve como. Estou na maior ansiedade para ver", comemora.

A indecisão de Kyra

Nos momentos derradeiros, Vitória fala sobre sua personagem: "A Kyra é muito indecisa. Ela fica um tempo nessa indecisão. Vai ser bonitinho. Foi muito emocionante gravar as cenas dela terminando com cada um deles. Tive que negar ficar com o Alan e com o Rafael. Chorei demais".

Na vida real, ela namora Marcella Ricca e tornar o relacionamento público foi benéfico em sua visão: "Estávamos preparadas para tudo, porque sabemos que infelizmente, vivenos num país preconceituoso. Mas se até hoje vi dois comentários negativos, foi muito".

Nas mensagens em Direct, privadas, ela relata que muitas pessoas gostaram de ter essa representatividade: "Elas dizem que nosso amor as ajudou a lidar com as suas verdades. Está sendo muito bem ajudar".

Na sua casa, a reação não foi diferente, e contou com o apoio da família, e também ressalta a própria coragem: "Poderia muito bem ter me julgado, não ter me permitido viver esse lado. Mas, a criação que tive que me ajudou a respeitar esse sentimento novo".

Mais Notícias