Polêmicas

De traição a tragédia na família: Por trás das câmeras de O Que a Vida me Roubou

Novela foi intensa nos bastidores

De traição a tragédia na família: Por trás das câmeras de O Que a Vida me Roubou
Cena de abuso sexual chocou o México - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 20/11/2020 às 05:03:00

O Que a Vida me Roubou (2013-2014) está em sua reta final e tem feito sucesso na programação do SBT. A produção causou muita polêmica em sua versão original e também na segunda reexibição no Brasil por causa de uma cena de abuso sexual envolvendo a protagonista da trama. Mas os bastidores também foram cercados de atritos, como uma suposta traição de Angelique Boyer.

Com uma história forte, o vilão do folhetim, Pedro (Sergio Sendel), aprontou poucas e boas, mas teve um final pra lá de diferente. Ele foi preso e viveu dias de terror nas mãos dos detentos. O personagem foi condenado pelos seus companheiros de penitenciária a ser “escravo sexual” e sofreu diversos abusos.

Além de ser espancado diariamente, acaba sendo estuprado pelos bandidos. Os próprios policiais sabiam da situação e não fizeram absolutamente nada para impedir a violência. Na ocasião, o público mexicano se chocou com a história.

continua depois da publicidade

Mas a polêmica em torno da punição de Pedro passou longe do que aconteceu com Montserrat e Alessandro (Sebastián Rulli). Graziela (Daniela Castro) vendeu sua filha para o rapaz, mesmo sabendo que ela era apaixonada por José Luiz (Luis Roberto Guzmán).

“Eu já cumpri a minha parte do contrato, Montserrat, pagando as dívidas da sua família. Agora você tem que cumprir a sua!”, diz Alessandro por volta do capítulo 15. Ele deita ao lado da moça e os dois fazem sexo. A sequência gerou comentários negativos, chamando o momento de machista, assédio sexual e que a produção tratou a situação de maneira “romântica”, já que Montserrat se apaixona pelo homem ao longo da trama.

continua depois da publicidade

Atores sem amizade

Luis Roberto Guzmán interpretou o protagonista do folhetim, mas confessou ao programa Sal & Pimenta, do canal Univision, nos Estados Unidos, que não tinha qualquer tipo de relacionamento com Angelique Boyer, sua companheira de cena. Ele explicou que os dois eram apenas profissionais.

“É uma menina com muita classe, muito dedicada, responsável, disciplinada. E na verdade essa dinâmica que criamos nessa revolução dos personagens em diferentes etapas tem sido muitos interessantes, mas tudo fica ali, fora disso não nos falamos. Eu não falo com ela”, revelou.

“Assim que saímos do set não mantemos a comunicação. E isso faz parte dos nossos personagens. E isso é parte de uma dinâmica que nós temos como atores. Isso é o que se prevalece e o que queremos ver na tela. Temos uma dinâmico e entendimento de trabalho incrível”, completou.

continua depois da publicidade

Morte da mãe

Angelique também passou por péssimos momentos ao longo das gravações de O Que a Vida me Roubou. Em 2014, a mãe da atriz, Sylvie Rousseau, estava internada há muito tempo por causa de problemas de saúde e deixou a atriz bastante abalada naquele período.

Para piorar a situação, Sylvie não resistiu e acabou morrendo. Na ocasião, a atriz tinha apenas 25 anos e entrou em choque. Contudo, ela recebeu o apoio dos amigos e também dos fãs. “Suas orações e mensagens me fizeram muito bem! Obrigada“, agradeceu a artista pelas redes sociais.

Traição

A personagem de Angelique ficou entre dois amores na novela e o mesmo teria acontecido com a atriz. Quando a produção começou, ela estava namorando José Alberto Castro, entretanto, eles deram um ponto final no romance. Na época, sites mexicanos disseram que o produtor tinha ficado muito chateado com o término, mas sem dar detalhes.

continua depois da publicidade

Pouco tempo depois, ela anunciou seu namoro com Sebastián Rulli, seu colega de elenco. A partir daí, boatos apontaram que a atriz teria traído José Alberto. Em comunicado para a imprensa, a loira negou todas as acusações, entretanto, não quis se aprofundar no assunto.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!