Alterações

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

História sofreu modificações ao longo dos meses

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço
Inicialmente, Rock teria um caso com Agno na novela

Publicado em 19/11/2019 às 05:46:41 ,
atualizado em 19/11/2019 às 11:30:32

Por: Naian Lucas

Novela é uma produto aberto e os autores podem realizar alterações na trajetórias dos personagens quando acreditar ser necessárias. Em A Dona do Pedaço, Walcyr Carrasco e Amora Mautner fizeram mudanças e ajustes na trama.

Caio Castro, por exemplo, teria um caso com Agno, mas o roteirista e a diretora optaram por levar o personagem para outro caminho.

Por conta disso, o NaTelinha resolveu listar outras alterações que aconteceram em A Dona do Pedaço.

Confira:

Betty Faria foi mãe de Marco Nanini

Betty Faria recebeu a missão de interpretar Cornélia em A Dona do Pedaço. O papel inicialmente ficaria nas mãos de Laura Cardoso, mas a direção da Globo optou por colocar a protagonista de Tieta na novela.

No começo, Cornélia era mãe de Eusébio (Marco Nanini) e o fato foi muito criticado pelo público, já que a diferença de idade entre Betty e o ator era de apenas sete anos. Por conta disso, Walcyr Carrasco resolveu realizar um ajuste, aceitando a opinião do público.

Cornélia revelou para Eusébio que era sua irmã e explicou o motivo de ter se passado pela mãe dele. “Ele sempre me chamou de mãe, porque ela, a mãe, fugiu pelo mundo. E aí, eu criei essa peste. Eu era quase uma menina”, contou. “Sempre disse que me teve quando era uma menina”, retrucou o rapaz.

“Sou sua irmã! Eu criei você desde quando nossa mãe foi embora. Nunca desconfiou que sou apenas um pouco mais velha que você?”, colocou a mulher tudo em pratos limpos.

Juliana Paes e seu sotaque

Juliana Paes roubou a cena como Maria da Paz na primeira fase, mas teve que lidar com as críticas quando iniciou a segunda parte de A Dona do Pedaço. Muitos telespectadores apontaram certo exagero no sotaque da personagem, já que uma hora seguia um tom e depois passava por outro tom.

Mas houve quem apoiou a atriz, explicando que entendia a mudança de voz da boleira e Juliana aprovou o comentário. “Tão bom quando as pessoas entendem uma composição mais completa de um personagem”, respondeu.

Outro fã também comentou que se passaram anos e Maria da Paz não tinha mais vínculo com o passado. “Perfeito! Imagina 20 anos depois, então? A confusão que não dá”, opinou Paes.

Contudo, os capítulos foram passando e o público se acostumou com o sotaque da boleira, principalmente quando ela perdeu todo seu império para filha Josiane (Agatha Moreira).

Caio Castro faria gay em novela

A sinopse previa que Rock (Caio Castro) teria um caso amoroso com Agno (Malvino Salvador), mas houve uma mudança nos rumos da história antes mesmo da estreia.

“Assinei o contrato antes da novela sabendo que eu ia fazer o par do Malvino e eu tinha gostado da ideia porque era totalmente diferente do que eu tinha feito”, contou Caio, confirmando os boatos antes da estreia da novela e que chegaram a ser veementemente negados por toda a equipe.

Ainda na entrevista, o ator afirmou que as mudanças aconteceram porque ele teve dificuldade em achar o tom que era necessário para este tipo de papel. “Fiz a preparação com o Malvino e eu achei muito difícil”, confessou em entrevista para o canal de Giovanna Ewbank.

Por conta da falta de adaptação para o personagem, a decisão da produção foi alterar os rumos de Rock, segundo explicou o próprio Caio: “Simplesmente, a Amora chegou com o Walcyr e disse que teve mudanças de planos”. O ator garantiu que não ficou frustrado.

No fim, o lutador terminará com Joana.

Texto amenizado

Walcyr Carrasco precisou reescrever a cena em que a personagem Britney (Glamour Garcia) se revelou transexual para Abel (Pedro Carvalho). O pedido partiu de Silvio de Abreu, diretor de Dramaturgia da Globo, e o material precisou ser regravado.

No texto original, Abel reagiria de maneira agressiva ao saber que Britney, na verdade, era Rarisson. Nervoso, ele chamaria sua amada de Frankestein e faria ameaças. “Eu... Eu devia dar uma surra em você”, diria o personagem.

Só que o texto foi considerado pesado e poderia ser caracterizado como transfóbica. Por conta disso, ao invés de raiva, Abel se mostrou decepcionado. “Você brincou com meus sentimentos. Não falou a verdade”, declarou o rapaz.

Laura Cardoso na novela

Laura Cardoso foi dada como nome certo em A Dona do Pedaço e as primeiras informações sobre sua personagem era que ela faria uma moradora de rua, mãe do personagem de Marco Nanini.

Mas, antes de estrear, a Globo confirmou Betty Faria no papel e explicou que Laura nunca esteve confirmada para fazer parte do elenco da novela de Walcyr Carrasco, fato desmentido pela atriz em julho.

“Eu recebi o convite pra fazer a novela. Não sei, de repente eles acharam que o papel ia me cansar, me esgotar. Eu não gostei. Eu queria fazer”, contou ela em entrevista ao programa A Tarde é Sua. “Fizeram para o bem, para poupar o ator, a atriz... Mas acho que o ator não gosta de ser poupado. O artista quer trabalhar, quer fazer um papel, um personagem”, acrescentou.

Pouco tempo depois, Laura recebeu um novo convite para interpretar a personagem Matilde, avó de Joana (Bruna Hamú), dada como possível filha roubada de Maria da Paz (Juliana Paes).

A personagem não estava prevista para entrar na história, entretanto, Walcyr Carrasco criou e ofereceu para Laura Cardoso poder brilhar.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!