Alterações

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

História sofreu modificações ao longo dos meses


Caio Castro como Rock
Inicialmente, Rock teria um caso com Agno na novela

Novela é uma produto aberto e os autores podem realizar alterações na trajetórias dos personagens quando acreditar ser necessárias. Em A Dona do Pedaço, Walcyr Carrasco e Amora Mautner fizeram mudanças e ajustes na trama.

Caio Castro, por exemplo, teria um caso com Agno, mas o roteirista e a diretora optaram por levar o personagem para outro caminho.

Por conta disso, o NaTelinha resolveu listar outras alterações que aconteceram em A Dona do Pedaço.

Confira:

Betty Faria foi mãe de Marco Nanini

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

Betty Faria recebeu a missão de interpretar Cornélia em A Dona do Pedaço. O papel inicialmente ficaria nas mãos de Laura Cardoso, mas a direção da Globo optou por colocar a protagonista de Tieta na novela.

No começo, Cornélia era mãe de Eusébio (Marco Nanini) e o fato foi muito criticado pelo público, já que a diferença de idade entre Betty e o ator era de apenas sete anos. Por conta disso, Walcyr Carrasco resolveu realizar um ajuste, aceitando a opinião do público.

Cornélia revelou para Eusébio que era sua irmã e explicou o motivo de ter se passado pela mãe dele. “Ele sempre me chamou de mãe, porque ela, a mãe, fugiu pelo mundo. E aí, eu criei essa peste. Eu era quase uma menina”, contou. “Sempre disse que me teve quando era uma menina”, retrucou o rapaz.

“Sou sua irmã! Eu criei você desde quando nossa mãe foi embora. Nunca desconfiou que sou apenas um pouco mais velha que você?”, colocou a mulher tudo em pratos limpos.

Juliana Paes e seu sotaque

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

Juliana Paes roubou a cena como Maria da Paz na primeira fase, mas teve que lidar com as críticas quando iniciou a segunda parte de A Dona do Pedaço. Muitos telespectadores apontaram certo exagero no sotaque da personagem, já que uma hora seguia um tom e depois passava por outro tom.

Mas houve quem apoiou a atriz, explicando que entendia a mudança de voz da boleira e Juliana aprovou o comentário. “Tão bom quando as pessoas entendem uma composição mais completa de um personagem”, respondeu.

Outro fã também comentou que se passaram anos e Maria da Paz não tinha mais vínculo com o passado. “Perfeito! Imagina 20 anos depois, então? A confusão que não dá”, opinou Paes.

Contudo, os capítulos foram passando e o público se acostumou com o sotaque da boleira, principalmente quando ela perdeu todo seu império para filha Josiane (Agatha Moreira).

Caio Castro faria gay em novela

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

A sinopse previa que Rock (Caio Castro) teria um caso amoroso com Agno (Malvino Salvador), mas houve uma mudança nos rumos da história antes mesmo da estreia.

“Assinei o contrato antes da novela sabendo que eu ia fazer o par do Malvino e eu tinha gostado da ideia porque era totalmente diferente do que eu tinha feito”, contou Caio, confirmando os boatos antes da estreia da novela e que chegaram a ser veementemente negados por toda a equipe.

Ainda na entrevista, o ator afirmou que as mudanças aconteceram porque ele teve dificuldade em achar o tom que era necessário para este tipo de papel. “Fiz a preparação com o Malvino e eu achei muito difícil”, confessou em entrevista para o canal de Giovanna Ewbank.

Por conta da falta de adaptação para o personagem, a decisão da produção foi alterar os rumos de Rock, segundo explicou o próprio Caio: “Simplesmente, a Amora chegou com o Walcyr e disse que teve mudanças de planos”. O ator garantiu que não ficou frustrado.

No fim, o lutador terminará com Joana.

Texto amenizado

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

Walcyr Carrasco precisou reescrever a cena em que a personagem Britney (Glamour Garcia) se revelou transexual para Abel (Pedro Carvalho). O pedido partiu de Silvio de Abreu, diretor de Dramaturgia da Globo, e o material precisou ser regravado.

No texto original, Abel reagiria de maneira agressiva ao saber que Britney, na verdade, era Rarisson. Nervoso, ele chamaria sua amada de Frankestein e faria ameaças. “Eu... Eu devia dar uma surra em você”, diria o personagem.

Só que o texto foi considerado pesado e poderia ser caracterizado como transfóbica. Por conta disso, ao invés de raiva, Abel se mostrou decepcionado. “Você brincou com meus sentimentos. Não falou a verdade”, declarou o rapaz.

Laura Cardoso na novela

De Rock gay ao sotaque de Maria da Paz: As mudanças em A Dona do Pedaço

Laura Cardoso foi dada como nome certo em A Dona do Pedaço e as primeiras informações sobre sua personagem era que ela faria uma moradora de rua, mãe do personagem de Marco Nanini.

Mas, antes de estrear, a Globo confirmou Betty Faria no papel e explicou que Laura nunca esteve confirmada para fazer parte do elenco da novela de Walcyr Carrasco, fato desmentido pela atriz em julho.

“Eu recebi o convite pra fazer a novela. Não sei, de repente eles acharam que o papel ia me cansar, me esgotar. Eu não gostei. Eu queria fazer”, contou ela em entrevista ao programa A Tarde é Sua. “Fizeram para o bem, para poupar o ator, a atriz... Mas acho que o ator não gosta de ser poupado. O artista quer trabalhar, quer fazer um papel, um personagem”, acrescentou.

Pouco tempo depois, Laura recebeu um novo convite para interpretar a personagem Matilde, avó de Joana (Bruna Hamú), dada como possível filha roubada de Maria da Paz (Juliana Paes).

A personagem não estava prevista para entrar na história, entretanto, Walcyr Carrasco criou e ofereceu para Laura Cardoso poder brilhar.

Mais Notícias