Filha do coração

A Dona do Pedaço: 5 motivos que fazem de Joana a filha perfeita para Maria da Paz

Para a boleira, a moça já é sua filha do coração em A Dona do Pedaço

A Dona do Pedaço: 5 motivos que fazem de Joana a filha perfeita para Maria da Paz
Joana e Maria da Paz já se parecem mãe e filha em A Dona do Pedaço - Reprodução/TV Globo

Publicado em 16/11/2019 às 08:39:00

Por: Taty Bruzzi

Em A Dona do Pedaço, assim que Maria da Paz (Juliana Paes) e Joana (Bruna Hamu) se viram pela primeira vez gostaram uma da outra. Desde então, as duas se aproximaram cada vez mais e a moça até passou a trabalhar juntas, na confeitaria.  

Para quem está por perto, a impressão que dá é a de que elas se conhecem há muito tempo devido ao carinho que se criou. Já Matilde (Laura Cardoso), avó da menina, dá indícios de que conhece a capixaba há anos. 

Como a senhora sofre do Mal de Alzheimer, ninguém leva muito a sério o que ela diz Com exceção da jovem. De tanto escutar a avó falando, Joana decide investigar de onde as duas podem se conhecer. 

Com ajuda de Rock (Caio Castro), os dois descobrem que foi da maternidade onde Maria da Paz teve a Josiane (Agatha Moreira). Joana nasceu na mesma época e também foi um bebê prematuro. Então, as duas dividiam o mesmo berçário.   

O casal junta as peças e de repente surge a hipótese de que as crianças tenham sido trocadas, embora Matilde cisma em dizer que a filha da boleira foi roubada. Caso a suspeita do casal se confirme, a namorada do boxeador é quem seria a filha legítima da capixaba. 

Joana e Rock contam para Maria da Paz o que estão pensando. Ela se emociona, pois gosta da moça como sendo sua filha do coração, mas não dá asas para a imaginação da jovem porque sente que Jô é sua filha de sangue. 

Nos próximos capítulos de A Dona do Pedaço, ela e a moça saõ submetidas a um exame de DNA e o resultado dá negativo, para decepção da neta da Matilde. “Eu tive esperança de ser tua filha, sim. Mas é porque eu gosto muito de você. Perdi minha mãe muito cedo… você entrou no lugar dela”, lamenta Joana.

“Entrei no lugar dela e você pegou um terreno gigante no meu coração, mas eu sempre soube. Deus me trouxe a Josiane. Agora, Joana, me dá um abraço, que você é minha filha do coração!”, dirá Maria da Paz. 

Da criação humilde a amizade com a avó: 5 motivos que fazem da Joana a filha perfeita da Maria da Paz. Confira! 

Ela vem de uma família humilde

Assim como a Maria da Paz, Joana também teve uma criação humilde. A moça perdeu os pais quando ainda era muito pequena e foi criada pela avó. Apesar da vida dura e cheia de dificuldades, é bem-humorada, está sempre sorrindo e motivando todos ao seu redor. 

Ao contrário da Josiane, que mesmo nos tempos mais duros da vida da Maria da Paz, nunca lhe faltou nada. Estudou no melhor colégio, teve todos os seus desejos atendidos e, mesmo assim, parece estar sempre de mal com a vida. 

Ela tem muito carinho pela avó

Outra semelhança entre Joana e a Maria da Paz é a relação com suas avós. Quando criança, a capixaba ajudava Dona Dulce na cozinha. Foi sua avó quem ensinou a heroína de A Dona do Pedaço a fazer bolos, ofício que mantem até hoje. 

A relação das duas era tão profunda que quando A filha da Evelina se apaixonou por Amadeu (Marcos Palmeira) e os dois decidiram se casar, foi a matriarca dos Ramirez quem atirou no integrante da família Mateus para impedir o casamento, pois acreditava que ele não seria bom partido para a neta. 

Joana também é muito agarrada a avó, que foi quem a criou depois que perdeu os pais. Anos depois, estando Matilde com Mal de Alzheimer, a moça é quem cuida da idosa, retribuindo rodo amor e carinho que recebeu durante sua vida. 

Por outro lado, Jô nunca esteve nem aí para seus parentes. Criada pela mãe e tendo Marlene (Suely Franco) como referência de avó, já que a professora ajudou Maria da paz a cuidar da vilã, sempre destratou a aposentada.

E quando Evelina veio morar com a filha, a ex-blogueira não fez esforço algum para mostrar que não gostou da novidade. Além de ser grosseira com a avó mais de uma vez, a chamou de caipira.

Ela é muito batalhadora

Assim como Maria da Paz, Joana é batalhadora. Formada como Técnica de Enfermagem, trabalhava em um hospital para ter como custear o tratamento da sua avó, internada em uma clínica geriátrica.    

Os longos plantões nunca a impediram de visitar Matilde, para ter a certeza de que a senhorinha estava sendo bem cuidada. Por outro lado, se enrolou com as despesas do estabelecimento e acabou tendo que tirá-la de lá. 

Foi Maria da Paz quem ajudou a moça a conseguir um lugar para morar e, ainda, a levou para trabalhar com ela na confeitaria. Como não é orgulhosa, não se importou de trocar a enfermagem pelo cargo de atendente de confeitaria. Joana sabe que com um emprego perto de casa fica mais fácil vigiar a vó. 

Enquanto isso, Jô sempre detestou o trabalho da mãe. Aliás, seu pior pesadelo é ser comparada à Maria da Paz e chamada de boleira. Quando estava na pior, só aceitou vender peixe na feira para impressionar Téo (Rainer Cadete). 

Ela é prestativa e carinhosa

Joana conheceu Maria da Paz quando a boleira havia acabado de sofrer um assalto. Foi a moça quem a ajudou a se levantar, já que estava caída no chão, erguer sua carrocinha de bolos e acompanhá-la até em casa. 

Dali em diante, foram outros encontros regados a muita conversa, sorrisos e troca de afeto. Recentemente, quando a tia da Vivi (Paolla Oliveira) descobriu que Josiane havia sido presa, acusada de assassinato, se sentiu mal e parar na emergência

Em casa, Joana se ofereceu para tomar conta da amiga. Formada em enfermagem, em momento algum moça deixou Maria da Paz desamparada. Bem diferente da Josiane que foi capaz de expulsar a mãe de casa e da fábrica que construiu. 

Ela é cheia de princípios

Joana é uma moça tímida e delicada. Provavelmente, por ter sido criada pela avó, a jovem é cheia de princípios. Quando conhece Rock se interessa por ele, mas não se deixa enganar pelas cantadas do rapaz.  

Preocupada com a saúde da Matilde, ela alega ter uma vida complicada e, por isso, não tem tempo para pensar em romances. Na verdade, quando os dois se veem pela primeira, vez, a jovem está com problemas financeiros e não quer que ninguém saiba. 

Depois, quando o boxeador a convida para morar em sua antiga casa sem pagar nada, ela estranha a generosidade e ao saber que o imóvel foi invadido não acha correto, mas acaba concordando porque Maria da Paz a convence ser o melhor para ela. 

Os princípios de Joana quase a impede de se relacionar com Rock para valer. Na verdade, ela só aceita namorar depois de ter a certeza de que ele e Fabiana (Nathalia Dill) não têm mais nada em comum. 

Quando Maria da Paz reencontrou Amadeu fez a mesma coisa. Ao descobrir que ele era casado, a boleira deu um chega para lá no advogado e pediu que ela não a procurasse mais. Mesmo depois de viúvo, ela ainda resiste aos seus encantos por respeito ao filho que ele teve com a esposa.   

Assim, quem não tem princípios e muito menos caráter é Josiane. A vilã foi amante do padrasto, arrumou um romance de fachada com Téo (Rainer Cadete), foi para cama com William (Bruno Gissoni) para pagar por serviços prestados e se ofereceu para fazer o mesmo com o primo, Rael (Rafael Queiroz). 

Ela tem amor de mãe pela Maria da Paz

Apesar de ter sido criada pela avó, Joana sente falta do convívio com uma mãe. É por isso que ela se apegou tanto à Maria da Paz que sempre a tratou como se fosse uma filha. Foi a boleira quem conseguiu uma casa para a menina morar com a avó e lhe deu emprego. 

A capixaba também logo percebeu que a moça e Rock podiam dar certo, A filha da Evelina viu o boxeador crescer e também o vê como um filho. Então, mexeu os pauzinhos para que o casal se aproximasse. 

Então, entre Joana e Maria da Paz há a cumplicidade natural da relação de uma filha com sua mãe. Algo que, infelizmente, ela e Josiane nunca tiveram, por mais que a boleira se esforçasse. 

A prova disso é que mesmo com o resultado de DNA dando negativo, as duas já se sentem e agem como mãe e filha. “A Joana já é uma filha para mim. Eu aprendi com a vida, Rock. Não são só os laços de sangue que importam. Mas os caminhos do coração, que trazem amigos que se tornam parentes… como você, Rock, que é como um filho. E como você, Joana… que tem cuidado de mim, tem me dado apoio”, afirma Maria da Paz.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!