Entrevista

Autoras falam sobre "Órfãos da Terra": "Novela das seis com um pezinho nas nove"

De Thelma Guedes e Duca Rachid, nova novela das 18h estreia nesta terça-feira (02), contando uma história de amor tendo como pano de fundo os refugiados

Thelma Guedes e Duca Rachid
Thelma Guedes e Duca Rachid vão para sua quinta novela juntas - Fotos: Divulgação/TV Globo
Foto do Colunista / Jornalista

Sandro Nascimento
i

Sandro Nascimento

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br

Publicado em 02/04/2019 às 05:00:26 Atualizado em 02/04/2019 às 08:46:52

As autoras Thelma Guedes e Duca Rachid estreiam nesta terça-feira (02), no horário das 18h da Globo, sua quinta novela em conjunto, "Órfãos da Terra". A parceria nasceu em 2006, quando escreveram o remake de "O Profeta", trama de Ivani Ribeiro que originalmente foi ao ar na TV Tupi, em 1977.

Embora sejam ganhadoras do Emmy, o maior prêmio da TV mundial, por "Joia Rara", há seis anos, elas não sentem uma maior responsabilidade na hora de fazer uma nota trama pra a televisão.

"Zero pra mim. A gente não faz para prêmio. O prêmio é bem-vindo. A gente fica super feliz, mas também não deixa se enganar, não sobe no pedestal porque sabemos que é o momento que o outro trabalho começa do zero. Aquele trabalho foi coroado pelo prêmio, mas vamos ter muito mais trabalho pela frente. Trabalhamos com arte mas somos operárias. Faz pelo produto e por amor por aquilo que a gente escreve", explica Thelma Guedes, em conversa com o NaTelinha.

O primeiro objetivo da novela é o entretenimento. Mas talvez a gente consiga quebrar esse falsa ideia de que existem muitos refugiados no Brasil.

Duca Rachid

Sobre a vida profissional após o prêmio, Duca Rachid concorda com sua parceira, e acrescenta: "eu lembro quando a gente foi receber o Emmy, estávamos preocupadas com a próxima novela que a gente iria escrever. Acho importante você não parar e estar sempre inquieto. Buscando sempre se renovar, não se repetir e fazer um novo trabalho bom sempre. Pelo menos do meu ponto de vista, a nossa vaidade é fazer um bom trabalho".

Tendo como pano de fundo a migração, "Órfãos da Terra" vai mostrar a história de amor entre Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes). O casal foge da Síria para viver o romance no Brasil e vai enfrentar as maldades de Abdallah (Herson Capri) e Dalila (Alice Wegmann).

Dizendo estar ansiosa e nervosa para a estreia, Thelma Guedes conta que "Órfãos da Terra" tem um tema forte e que a questão do refúgio é o ponto de partida da história. "Mas a novela é uma história de amor com todos aquelas ingredientes", diz.

"O primeiro objetivo da novela é o entretenimento. Mas talvez a gente consiga quebrar esse falsa ideia de que existem muitos refugiados no Brasil. Segundo os dados do IPEA, o Brasil recebe em média por ano 130 mil estrangeiros. A quantidade de brasileiros espalhados pelo mundo já quatro milhões. Ou seja, é muito desproporcional. Existe um estudo da ONU em relação ao Brasil, que cada 1% de imigrantes que vem ao país corresponde no aumento do PIB a 2%. Porque são muitos empreendedores", defende Duca.

E continua: "A trama central é uma família Síria, mas a gente abriu para outros refugiados. A gente vai falar dos africanos, dos haitianos e vai falar dos venezuelanos também".

A nova novelas das seis entra no ar com cerca de 80 capítulos escritos e com previsão de ter, ao todo, 156. Quantidade que Thelma acha o ideal para contar uma história sem cansar o público.

"É um produto artístico mas é industrial, e é muita história... É muito tempo. É um trabalho extensivo e intensivo. Então, quanto maior, mais desgaste você vai ter. E o público vai se cansar, não quer mais demorar. Mas é claro, se mandar vamos fazer e se virar nos 30. Mas o ideal para a qualidade do produto é que seja 150. Acho que para todos os horários. A gente sabe que é um produto comercial e precisa atender as demandas comercias. Quanto menor, mais forte, coeso, sem necessidades de mudanças abruptas", conta a parceira de Duca Rachid.

"Quem senta pra assistir novela senta pra assistir novela. Você pode fazer essa novela ter uma dinâmica dos tempos atuais. Mas as novelas, minha e da Duca, quem viu sabe que elas não demoram nas coisas. A gente é assim: elétrica. Então, nossas novelas são elétricas. Somos antenadas. A gente vê série e a gente gosta. Só que temos a cabeça de novela. Novela tem que ter repetições, tem que ter ganchos bons a cada capítulo, tentamos fazer isso em cada intervalo, isso é o espírito da novela", destaca Thelma Guedes.

Sobre ter 80 capítulos já escritos antes mesmo da estreia, Rachid diz preferir desta forma, e explica: "Tem um risco, claro, de você fazer ajustes. Mas ajustes você faz de qualquer maneira. Com 80, 50, com 30, você faz. Novela é uma obra aberta e sempre se faz ajustes. Você ter 80 capítulos te dá uma segurança pra você trabalhar em cima de algo que já existe".

Nunca há uma negação de uma em relação a outra. A gente sempre tenta acrescentar.

Thelma Guedes sobre parceria com Duca Rachid

A escolha do casal principal de "Órfãos da Terra", Julia Dalavia e Renato Góes, surgiu após a dupla assistir a primeira fase de "Velho Chico".

"A escolha na verdade foi minha e da Duca (Rachid) desde o momento que a gente viu a Julia e o Renato na novela 'Velho Chico'. A gente olhou aquela casal... Eu acho que ela tem tudo pra ser uma protagonista. Na verdade é a primeira de novela que ela faz mas ela já protagonizou o momento de 'Velho Chico'. Tava na mão dos dois. Então, acho que ela já tinha passado pela prova de fogo. Ela é excelente. É engraçado, você conhecendo pessoalmente parece frágil, delicada, magrinha, pequenininha, e ela na tela fica grande. Porque ela é uma grande artista", defende Thelma Guedes.

Sobre a dupla com Duca Rachid, Thelma conta um pouco dessa convivência na hora da criação: "É uma dinâmica que é até difícil de explicar hoje em dia. Porque a gente senta e conversa. Por exemplo, sobre os personagens fomos criando juntas. Isso é uma característica bacana na parceria, porque nunca há uma negação de uma em relação a outra. A gente sempre tenta acrescentar. Uma levanta a bola pra outra cortar. Tudo pode ser falado".

Questionada sobre os autores que escrevem novelas das 21h receberem mais pressão sobre audiência, Duca responde: "Eu nunca fiz uma novela das nove. Mas eu sinto que a pressão é sempre grande seja qual for a novela. Você vê a quantidade de pessoas envolvidas. Mas eu tenho a impressão que das nove deve ser uma pressão um pouco maior. Não sei porque nunca fiz. Tenho colegas que fazem e dizem que é. Novela das seis é uma novela das nove com outro tom. Eu acho que a gente sempre fez uma novela das seis com um pezinho nas nove. Acho que não seria problema pra gente não (escrever uma trama das 21h).

Dentre o elenco da obra de Duca Rachid e Thelma Guedes, estão Julia Dalavia, Renato Góes, Letícia Sabatella, Herson Capri, Alice Wegmann, Bruno Cabrerizo, Kaysar Dadour, Alan Souza e Paula Burlamaqui.

"Órfãos da Terra" tem direção artística de Gustavo Fernandéz, direção geral de André Câmara e direção de Pedro Peregrino, Alexandre Macedo e Lúcio Tavares.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!