SBT engaveta nova temporada do desenho de "Carrossel" e projeto de "Chiquititas"

Divulgação

Publicado em 24/04/2018 às 14:40:22 ,
atualizado em 24/04/2018 às 14:46:07

Por: Sandro Nascimento

Sendo por diversas vezes o programa de maior audiência da grade do SBT durante sua primeira exibição em 2016, com médias em torno de 10 pontos na Grande São Paulo, a nova temporada do desenho de "Carrossel" não deve ser produzida pela emissora a longo prazo.

Desenvolvida em 2013 pela produtora Super Toons, a animação que contou com 26 episódios de 11 minutos cada foi totalmente bancada pela emissora, algo inédito em sua história.

Mas buscando redução de custos e viabilizar comercialmente novas animações, os executivo do SBT tentaram o caminho dos incentivos fiscais, através da lei do audiovisual, da Ancine - a mesma que contemplou com R$ 4,5 milhões a produção da segunda temporada do série policial "A Garota da Moto", que tem previsão de estreia para novembro.

Entretanto, a tentativa foi frustrada. O programa do Governo que tem o intuito de fomentar o setor audiovisual e a cultura nacional não contempla projetos que tenham origens estrangeiras. O desenho de "Carrossel" é baseado na novela mexicana da Televisa, "Carrussel", de 1989, que já foi exibida pelo SBT em 1991 e ganhou remake de grande sucesso em 2012.

A reportagem também apurou que os diretores do canal de Silvio Santos tinham a intenção de produzir mais uma animação de outra novela infantil, "Chiquititas", adaptação do original argentino que, por sua vez, também não se enquadraria nas regras da lei de incentivo.

Tendo que bancar todo o custo de produção dos desenhos animados e sabendo da dificuldade que teria em conseguir a comercialização e patrocínio de um produto infantil, os executivos do SBT decidiram canalizar seus investimentos em produtos que tenham uma retorno certo e que atenda de forma mais eficaz o mercado publicitário.

Enfrentando essas barreiras de produção, os dois projetos, por enquanto, foram engavetados.

Procurado pelo NaTelinha, o SBT disse que não irá se pronunciar.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade