Reportar erro
Saudades

Morte de Chorão completa cinco anos e rende homenagens na web

Chorão era vocalista da banda Charlie Brown Jr.

chorao_84455475e61a916a3fd7028e55ff5125d6906f89.jpeg
Divulgação
Redação NT

Publicado em 06/03/2018 às 14:04:09

Nesta terça-feira (6), completa-se cinco anos da morte de Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Chorão, vocalista da banda Charlie Borwn Jr., que faleceu aos 42 anos, quase um mês antes de seu aniversário.

Nas redes sociais, o nome do cantor ficou entre os assuntos mais comentados da web nos Trending Topics do Twitter, onde milhares de fãs relembraram a carreira de sucesso do artista e aproveitaram para fazer homenagens.

Além de anônimos, famosos também prestaram condolências a um dos ídolos do rock brasileiro. Dentre os que lamentaram, estão a prima do cantor, a apresentadora Sônia Abrão, o agora ex-superintendente artístico da RedeTV!, Elias Abrão (irmão de Sônia), o apresentador da Record TV Marcos Mion e o time de futebol Santos, que tinha Chorão como seu ilustre torcedor.

Graziela Gonçalves, viúva do rockeiro, também prestou uma homenagem emocionante em sua rede social.

Em 2013, Chorão foi encontrado morto em seu apartamento em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo. Na época, O delegado Itagiba Franco, diretor da Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável por investigar as causas da morte, em entrevista coletiva à imprensa, afirmou que o músico havia morrido por conta de uma overdose de cocaína.

"Como nós prevíamos desde o início, não havia morte violenta, homicídio, nada desse tipo. Assim, o IML concluiu que a causa da morte foi uma dose excessiva de cocaína. Popularmente uma overdose de cocaína. Isso, aliado ao comprometimento físico que ele já vinha apresentando, tanto na parte do coração, nas artérias, como também um edema cerebral, potencializou a morte dele. Ele iria ter comprometimento de saúde fatalmente, independente da droga. Mas infelizmente essa dosagem foi letal para ele", afirmou Franco, à época, na entrevista.

Chorão liderava a banda fundada por ele na cidade de Santos, litoral de São Paulo, em 1992. Em 21 anos de carreira, o Charlie Brown Jr. lançou nove álbuns de estúdio, dois discos ao vivo, duas coletâneas e seis DVDs. Ao todo, o grupo vendeu cinco milhões de cópias.

Morte de Chorão completa cinco anos e rende homenagens na web

TAGS: