Ex-"CQC" e "Pânico", Lucas Salles terá programa em canal voltado aos brasileiros nos EUA

Divulgação

Publicado em 20/01/2018 às 09:50:38

Por: Fabrício Falcheti

Ex-"CQC" e "Pânico", Lucas Salles foi contratado pela CBTV, emissora americana que produz conteúdo para brasileiros que vivem nos Estados Unidos, criada há menos de um ano.

O ator e comediante terá um programa de humor, ainda sem título definido, que tratará de assuntos atemporais para o público, seguindo um formato de junção de esquetes, games shows, abordagens com o povo, reportagens, mockumentary (documentário falso) e entrevistas com personalidades famosas e com anônimos.

A negociação durou cerca de três meses e Lucas recebeu carta branca, sendo responsável pela direção geral e artística da atração.

Lucas Salles ficará na ponte aérea entre São Paulo e Flórida, já que segue trabalhando em outros projetos no Brasil. Além de filmes e comerciais, em agosto ele grava a segunda temporada de "A Vila", do Multishow.

"Estou me cagando de medo. Me desculpe pelo linguajar, mas esta é a verdade. Um programa com a minha assinatura é, sem sombra de dúvidas, um passo que eu sonhava em alcançar", disse ele.

"Estou me sentindo da mesma maneira quando me mudei para morar sozinho no meu primeiro apartamento. (...) Se a CBTV honrar com a cláusula doze do contrato, onde ela diz que eu posso fazer o que eu quiser no programa, então... bem... acho que temos um possível programa ‘diferente’! Né?! Não vou me comprometer em dizer que será bom/ divertido/ engraçado
e nem nada demais, por quê, se for ruim, eu volto atrás, pego esta entrevista e digo; ’Estão vendo? Eu disse que ia ser 'diferente'! Não disse que ia ser bom!'", brincou.

A CBTV está presente nas redes de canais americanos e pode ser vista também por aplicativo nos smartphones, ao vivo e sem custos.



publicidade

TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade