Globo resgata cinco humorísticos clássicos para atender demanda no Globo Play

Programas entram na plataforma visando um público que deseja produtos "mais curtos"

Fotos: Divulgação/TV Globo

Publicado em 11/01/2018 às 17:58:44 ,
atualizado em 11/01/2018 às 19:25:55

Por: Diogo Cavalcante

Desde a última segunda-feira (8), os assinantes da plataforma Globo Play passaram a ter acesso a humorísticos clássicos da emissora.

Toma Lá da Cá” (2007), “Os Normais” (2001), “A Diarista” (2004) e a versão clássica da “Escolinha do Professor Raimundo” (1990) já estão disponíveis no serviço. A ação faz parte de uma estratégia da Globo para atingir um público consumidor de produtos mais curtos. Nesta sexta (12), começam a ser disponibilizados episódios de “Os Trapalhões” veiculados em 1988 e 1989.

Os programas serão disponibilizados todas as semanas, a partir do meio-dia. Ao NaTelinha, a Globo comenta que é “crescente” a demanda por vídeos “mais curtos, para serem consumidos em momentos de diversão e intervalos como a hora do almoço”.

A previsão é que o projeto se estenda até o final deste ano.

O “Toma Lá Da Cá” ficará nas segundas, “Os Normais” às terças, “A Diarista” em dia de quarta, com episódios da primeira e segunda temporadas de cada, respectivamente. Às quintas, a “Escolinha” de Chico Anysio contará com programas de 1990. Por fim, “Os Trapalhões” entra nas sextas, com edições veiculadas em 1988 e 1989.

Por ora, não há previsão de outras novidades, como novelas clássicas ou edições históricas de telejornais, na íntegra, para a plataforma.

Investimento

Nos últimos meses, a emissora passou a intensificar a oferta de produtos do acervo. A minissérie “Anos Rebeldes” (1992), de Gilberto Braga, está na íntegra em seus 20 capítulos. Os contos do Minotauro, exibidos na primeira versão do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, em 1977, também entraram no cardápio online.

Chama a atenção que a imagem destes produtos, em SD, não foram adaptadas, mantendo seu aspecto original. Diferente do que acontece na veiculação em TV aberta, que a emissora opta por aplicar um zoom, ampliando a imagem - como ocorre com o Vale a Pena Ver de Novo, Sai de Baixo e alguns filmes - ou adicionando barras coloridas - como acontece no Vídeo Show.


publicidade

Os humorísticos

O "Toma Lá Dá Cá", por sua vez, surgiu como especial de final de ano  em 2005. Tornou-se fixo na grade apenas em agosto de 2007, tendo três temporadas e 92 episódios. Substituiu "A Diarista" nas noites de terça-feira, contando com Miguel Falabella (Mario Jorge), Adirana Esteves (Celinha),  Marisa Orth (Rita) e Diogo Vilela (Arnaldo) no elenco principal. Bordões como o "Prefiro não comentar",  de Copélia (Arlete Salles) e o "Lá em Pato Branco..." de Bozena (Alessandra Maestrini) caíram no gosto popular.

Como uma das poucas séries que fizeram sucesso nas noites de sexta-feira, "Os Normais" foi transmitida entre 2001 e 2003. Com apenas três temporadas e 71 episódios, o seriado protagonizado por Luiz Fernando Guimarães (Rui) e Fernanda Torres (Vani) tem pedido de volta dos fãs até hoje e rendeu dois filmes.

"A Diarista" tem Cláudia Rodrigues vivendo a doméstica Marinete, que se envolve em diversas confusões onde trabalha. Fez dobradinha com o "Casseta & Planeta" nas noites de terça-feira entre 2004 e 2007. Foram 123 episódios em quatro temporadas e chegou a ser cogitada para reprise em canal aberto na extinta "Sessão Comédia", em 2016.

A "Escolinha do Professor Raimundo" surgiu em agosto de 1990 como programa independente, após ser quadro fixo do "Chico City" nos anos 1970, e do "Chico Anysio Show", em 1982. Chico Anysio, no papel do professor, comandava uma sala de aula cheia de tipos cômicos como Cacilda (Cláudia Jimenez), Seu Peru (Orlando Drummond) e Rolando Lero (Rogério Cardoso). Durante anos foi veiculada nos fins de tarde, na faixa em que hoje é transmitida a "Malhação".

"Os Trapalhões" marcou época na TV brasileira, com o quarteto formado por Didi (Renato Aragão), Dedé (Dedé Santana), Mussum e Zacarias. Sempre exibido aos domingos, antes do "Fantástico", ficou no ar durante 18 anos initerruptos, de 1977 até 1995. Entre 1995 e 2000, virou produto-coringa da emissora, sendo reprisado exaustivamente em inúmeros horários, pela manhã. Às vezes entrando de 8h, depois do "Bom Dia Brasil", e outras de 11h50, antecedendo os telejornais locais.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade