Quebrando tradição de 27 anos, Globo recicla vinheta do Carnaval "Globeleza"

Reprodução

Publicado em 08/01/2018 às 17:29:19

Por: Sandro Nascimento

Neste último domingo (07), a Globo lançou durante o "Fantástico" a versão 2018 da vinheta "Carnaval Globeleza", porém, quebrando uma tradição de 27 anos, pela primeira vez a emissora não gravou um novo material e sim reciclou o conceito exibido no ano passado.

Agora, diferente de 2017, que era mais clean, foi inserido por computação gráfica diversos elementos coloridos de Carnaval em cenas não aproveitadas na vinheta do último ano. Confira e compare as versões no final da reportagem.

Desta forma, a rede carioca quebra uma tradição. Criada em 1991, tendo o designer Hans Donner à frente do projeto, a famosa vinheta "Carnaval Globeleza", ano após ano, buscava inovação visual e de identidade, com o intuito de surpreender o telespectador.

Nos bastidores, comenta-se que com a crise no mercado publicitário e as incertezas dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro, principal atração do "Carnaval Globeleza", a Globo precisou reduzir a tabela de cotas de patrocínio para a cobertura deste ano e, assim, foi obrigada a adequar seus custos de produção com a nova realidade.

Atualmente no Rio, as escolas de samba passam por uma situação difícil para arcar com todas as despesas para os desfiles. O motivo é a dificuldade no repasse de verba pela prefeitura, que alega passar por crise fiscal de arrecadação.

Em novembro, a Globo já tinha anunciado outro corte de custo de produção do "Carnaval Globeleza 2018". Outra tradicional vinheta com a participação das agremiações e suas rainhas de bateria, gravada na emissora com o intuito de divulgar os sambas-enredo, foi substituído por imagens de arquivo do último Carnaval e animações das letras no vídeo.

Procurada, a Comunicação da Globo emitiu o seguinte esclarecimento: "Com sua vinheta do Carnaval Globeleza de 2018, a Globo consolida o conceito lançado no ano passado, de dar espaço aos ritmos das festas mais tradicionais do Brasil, à diversidade do povo brasileiro e à riqueza cultural da festa. Como previsto, usamos o vasto material captado na edição anterior, e seguem protagonistas o samba, o frevo, o maracatu, o axé, o bumba meu boi e o carnaval tradicional de avenida, representado pelo mestre-sala, pela porta-bandeira e pelos passistas. Porém, outros elementos também estão presentes, como máscaras de baile, bonecos de Olinda e bois de Parintins. A vinheta de 2018 é uma evolução gráfica desse conceito e amplia a representatividade das festas e dos ritmos que compõem o carnaval brasileiro, tem ainda mais cor e mais inserção de elementos que remetem à diversidade do carnaval brasileiro".

Confira as versões:

2017

2018

Sandro Nascimento é jornalista formado. Especializou-se em produção de conteúdo audiovisual para a web e é responsável pela TV NaTelinha. Também assina colunas neste espaço e é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br



publicidade

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade