Reportar erro
Polêmica

Rachel Sheherazade defende William Waack e é detonada por internautas

"Racismo é burrice, e defender racista é mais burrice ainda", disse uma seguidora

Rachel-Sheherazade_caf612fbea44313fcf9081ae81f167f5ef6b0817.jpeg
Divulgação
Diego Falcão

Publicado em 10/11/2017 às 04:42:59

Rachel Sheherazade foi duramente criticada por internautas ao defender William Waack em um post feito na madrugada desta sexta-feira (10). O jornalista foi afastado do "Jornal da Globo" e "Globo News Painel" , após um vídeo começou a circular nas redes sociais onde ele aparece fazendo supostas ofensas consideradas racistas.

A âncora do "SBT Brasil" disse que  o "hipocritamente correto" venceu mais uma vez. Para Sheherazade, Waack foi vítima de uma armadilha de invejosos, esquerdistas e medíocres.

Veja na íntegra:

"Um dos jornalistas mais brilhantes da TV brasileira foi o último alvo dos fundamentalistas da moral seletiva. Caiu na armadilha pérfida dos coleguinhas invejosos, esquerdistas acéfalos e medíocres de todas as nuances. O "hipocritamente correto" venceu mais uma vez. Feriu de morte o brilhante Paulo Francis, atropelou Boris Casoy, trapaceou Reinaldo Azevedo e agora condenou à execração pública William Waack. E o jornalismo brasileiro fica a poucos passos da total acefalia", escreveu na legenda da foto.

Rachel Sheherazade defende William Waack e é detonada por internautas

Sheherazade lançou a hastag #semWaacknãodá.  Os internautas criticaram a jornalista: "Sou seu defensor, mas foi racismo sim! Só porque é colega de profissao que deixou de ser, apaga que dá tempo Sheherazade", "Racismo é burrice, e defender racista é mais burrice ainda", "Nossa, nunca imaginei que você fosse defender esse ato vergonhoso desse senhor, te admirava muito, mas agora nem tanto".

A jornalista não mostrou arrependimento ao rebater o comentário de um seguidor que afirmou estar decepcionado com ela: "Não estou preocupada com sua decepção. Tenho orgulho de mim mesma. Eu me basto. Eu me amo!".

Globo afasta William Waack

A Globo decidiu afastar William Waack das suas funções como âncora do "Jornal da Globo" nesta quarta-feira (18), após um vídeo começou a circular nas redes sociais onde ele aparece fazendo supostas ofensas consideradas racistas.

"A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida", diz trecho do comunicado.

Na cena, Waack está em frente à Casa Branca, em Washington, Estados Unidos, onde fazia uma edição especial do "JG", quando um carro começou a buzinar na rua, irritando o apresentador.

"Tá buzinando por que, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é", disparou ele, para depois cochichar ao comentarista que estava do seu lado: "É preto. É coisa de preto!".

Veja o comunicado na íntegra:

A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.

O fato gerou revolta no público pelas redes sociais, levando o nome de William Waack para os Trending Topics do Twitter.