Reportar erro
Assédio sexual

Após denúncias de assédio, diretor da Amazon renuncia ao cargo

Mulheres subiram hashtag no Twitter para denunciar maus tratos

diretoresamazon_6c62b9cf1c1097c3e2873a7732f41c67c5bb7ccc.jpeg
Harvey Weinstein e Roy Price
Thiago Forato

Publicado em 18/10/2017 às 15:35:45

Roy Price, diretor dos estúdios à Amazon, renunciou ao seu cargo após alegações de assédio. Com informações da agência Reuters.

Uma porta-voz é quem comunicou a decisão nesta terça-feira. A acusação é que ele assediou uma produtora e não fez nada quando uma atriz lhe ter sido abusada sexualmente pelo produtor Harvey Weinstein.

Na semana passada, Price havia tido uma licença e Albert Cheng, diretor de operações do estúdio, seguiu como chefe interino da divisão. Price não respondeu os questionamentos da agência.

Muitas mulheres compartilharam suas experiências de maus tratos usando a hashtag #MeToo (Eu também, em inglês) depois de reportagens contra Harvey Weinstein no The New York Times e New Youker.

Weistein, por sua vez, negou ter tido relações sexuais não consensuais com qualquer pessoa.

Na última semana, o The Hollywood publicou uma matéria com a alegação de Isa Hackett, produtora de uma das atrações da Amazon, de que Price lhe fez proposta sexuais em 2015. O advogado da produtora confirmou as acusações.

À Reuters, Isa Hackett disse: "Estou satisfeita que a Amazon está dando passos para tratar destes assuntos".

TAGS: