Reportar erro
RecordTV

Gugu relembra carreira e expressa gratidão a Silvio Santos: "Tudo o que sei foi ele quem me ensinou"

Apresentador foi o entrevistado de Fábio Porchat no aniversário de um ano de talk-show

gugufabioporchat-23082017-5_6e0612de77b16f06fe92de0f7f4fec7d9db59b58.jpeg
Reprodução
Redação NT

Publicado em 24/08/2017 às 10:40:07

Em entrevista ao “Programa do Porchat”, que comemorou nesta quarta-feira (23) um ano no ar pela RecordTV, Fábio Porchat recebeu o apresentador Gugu Liberato. Na ocasião, ele recordou diversos momentos da carreira, falou de seus quadros feitos com rolhas de vinho e champanhe e também expressou sua gratidão a Silvio Santos, revelando ter relação com ele até os dias de hoje.

“Um homem da importância dele, no mundo empresarial e artístico, ninguém se compara a ele. Sei, por exemplo, que se eu ligar pra ele, ele me atende. Eu trabalhei com o Silvio desde os meus 15 anos e fiquei até 2009, foi de 1974 a 2009, ou seja, 38 anos. E eu trabalhava com ele no palco, na produção, antes de estar em frente as câmeras. Tudo que eu sei foi ele que me ensinou”, disse Gugu.

O apresentador recordou a história de quando foi contratado pela Globo no final dos anos 80 e que Silvio Santos foi até a emissora carioca para fazer com que ele não saísse do SBT. À época, de acordo com Gugu, estava tudo pronto até que Silvio o chamou. “Eu quero que você fique, e você divide o domingo comigo e eu fiquei: depois de um ano de investimentos, como posso dizer não à Globo?”, questionou a Silvio Santos.

Gugu relembra carreira e expressa gratidão a Silvio Santos: \"Tudo o que sei foi ele quem me ensinou\"

Segundo ele, Silvio disse que aquilo não era um problema. Eles foram juntos ao Rio e, na Globo, o dono do SBT se comunicou com Boni, avisando que Gugu não iria para a emissora carioca. “O Silvio chamou um táxi e disse: vai pro aeroporto e me espera lá. Eu ficava imaginando que o Dr. Roberto [Marinho] não ia aceitar, que o Silvio ia ficar chateado comigo e depois de duas horas, ele volta, falando de longe: 'Ô, Gugu, tudo certo. Falei com o Roberto Marinho, você não vai pra Globo, vai ficar no SBT'. O aeroporto inteiro parou, todo mundo vendo ele ali, imagina? Mas aí, voltamos pra casa e acabei ficando no SBT”, relembrou.

Gugu disse ainda que foram tempos muito felizes e que não se arrepende de não ter ido para a Globo naquela época. “Eu fiquei mais 21 anos no SBT, depois daquilo, e foram 21 anos muito felizes. Eu tive uma passagem pelo SBT que foi fabulosa, porque eu nasci e cresci lá. Tive anos maravilhosos lá com Silvio Santos e trabalhei com meu ídolo. Isso foi um presente que Deus me deu”, garantiu.

Momentos marcantes

Gugu relembra carreira e expressa gratidão a Silvio Santos: \"Tudo o que sei foi ele quem me ensinou\"

Na entrevista, Fábio Porchat separou e exibiu alguns momentos marcantes da carreira de Gugu. Um deles foi o da campanha “Junta Brasil” no ano de 2003 quando ele e Faustão apareceram juntos numa transmissão em cadeia nacional. “Foi um momento histórico”, disse ele, que também recordou a questão sobre a disputa de audiência com a Globo. Por muitos anos, especialmente em 2001, Gugu travou intensas disputas com Faustão e venceu em vários deles.

“Houve uma época bastante intensa de concorrência e foi uma necessidade de ajustar horários. Meu programa era domingo à tarde e um dia o Silvio comprou uma corrida e eu tive que entrar mais tarde porque a corrida era no horário do meu programa. E, por um acidente deu certo eu entrar no horário com o Faustão, deu muita audiência, fiquei por muitos anos. Poucas pessoas tinham acesso ao minuto ao minuto do Ibope, era uma coisa emocionante porque nós éramos muito pequenos perto da grandiosidade que era a Globo”, disse ele.

Porchat também citou os Mamonas Assassinas. Com a cobertura da morte dos integrantes do grupo, Gugu registrou picos de 47 pontos na audiência. “[O meu] Foi um dos primeiros programas em que eles cantaram, na época eu produzia na época alguns grupos como o Dominó e, naquele auge dos grupos, o Mamonas surgiu e foi um fenômeno como todo mundo sabe”, comentou o apresentador.

Outro momento marcante relembrado por Fábio Porchat foi o quadro da banheira que, por anos, foi líder de audiência na TV. “A banheira do Gugu foi uma ideia do diretor, à época, Homero [Salles] e tiramos ela de um quadro do Corrida Maluca. Foi um sucesso, a garotada esperava pra ver”, disse, entre risos. Porchat ainda parodiou o quadro com a presença de Luiza Ambiel e, descontraído, Gugu comandou a brincadeira.

Gugu relembra carreira e expressa gratidão a Silvio Santos: \"Tudo o que sei foi ele quem me ensinou\"

“Eu queria ser correspondente”

Gugu Liberato também relembrou o início de sua carreira e de quando chegou a cursar Odontologia. “Era pra eu ser dentista e eu até comecei a faculdade de Odontologia, já trabalhava em televisão com produção, mas prestei vestibular, passei, só que eu desisti”, comentou.

No entanto, ao seguir para a carreira de jornalista, também revelou um sonho: o de ser correspondente. “Eu queria ser jornalista, de telejornal mesmo, correspondente. O Reali Júnior Fazia na Jovem Pan de São Paulo, eu ouvia e queria ser que nem ele um dia. Fiz faculdade de Jornalismo para ser correspondente, porque eu adoro viajar. Eu tenho paixão por conhecer outras civilizações, países, modos de vida”, conta.

Novo hobby

Gugu relembra carreira e expressa gratidão a Silvio Santos: \"Tudo o que sei foi ele quem me ensinou\"

Liberato também falou de seus quadros e mostrou alguns deles para Porchat. Disse ter demorado de dois a três meses para fazer alguns deles e que compra rolhas de vinho e champanhes de alguns restaurantes. “O pessoal já sabe que eu pago 50 centavos por rolhas, mas também tem muita gente mandando rolhas pra mim”, brincou.

“Eu sou tímido”

Na ocasião, Fábio Porchat agradeceu a Gugu pela presença em seu programa especial de um ano e o loiro afirmou que poucas são as vezes em que concede uma entrevista. “Eu sou muito tímido, o pessoal acha que não, pensam ‘ah vai pro palco, dança o pintinho amarelinho’, mas eu sou. E eu posto poucas fotos também”, disse.

O humorista questionou se ele chegava a fazer coisas disfarçado, mas Gugu comentou que após ingressar nas redes sociais essa proximidade com os fãs aumentou. “Essa coisa do assédio com a proximidade das redes sociais acabou. Antigamente tinha isso de achar que as pessoas não eram de verdade, mas hoje não mais”, comentou.