Reportar erro
SBT

Ex-Menudo Roy confessa que já tentou se matar após sofrer abuso sexual

Roberto Cabrini entrevista cantor no "Conexão Repórter"

conexaoreporter-roy-16042017 (2)_db402fc8ae32cd90ee276be877c4ef3c6dc3b4d8.jpeg
Fotos: Divulgação/SBT
Redação NT

Publicado em 16/04/2017 às 10:40:07

No "Conexão Repórter" deste domingo (16), o ex-Menudo Roy Rosseló faz revelações e confissões sobre sua trajetória, que contou com muito sofrimento e revolta.

Mais de três década depois, o cantor relata uma rotina de assédio e abuso sexual com a boyband famosa, praticados por seu antigo empresário, Edgardo Díaz.

O programa também mostra como Roy vive atualmente, a vida em família e sua busca para esquecer as marcas do passado.

Questionado por Cabrini, Roy revelou qual foi o pior momento que passou. "Ah, foi em Copacabana, quando a gente fez a primeira turnê. Eu saí com algumas meninas e, quando cheguei no hotel, Edgardo tava na recepção. Me puxou pelo cabelo, pelo Copacabana Palace, pela recepção toda me batendo, me chutando, me maltratando".

Ex-Menudo Roy confessa que já tentou se matar após sofrer abuso sexual

E descreveu um dos momentos com o antigo empresário: "Ele simplesmente falou 'tira e roupa e vai tomar um banho que eu quero ver você pelado'. Eu tomei banho, saí de toalha, ele falou 'eu quero te ver, eu quero te ver completo, eu quero ver seu corpo, eu quero ver seus partes íntimas', direto assim, 'vem cá, deita na minha cama'. (se emociona) Aí, ele me estuprou praticamente".

Os abusos duraram os três anos em que Roy fez parte do Menudo. E ele chegou até a tentar se matar. "Em Porto Rico, eu tentei me matar. Fui nas pedras, um lugar muito perigoso, muita gente tem morrido lá", revelou.

Essa foi a maneira que ele havia encontrado para se libertar. Mas teve outra: "Uma vez em Porto Rico também, me joguei na avenida, pra um carro passar em cima de mim. E na Bahia também, quando fui acusado de ter maltratado uma mulher".

Essas e outras declarações vão ao ar no "Conexão Repórter", a partir da 0h, no SBT.