No Dia das Crianças, NaTelinha entrevista Ana Vitória e Matheus Ueta

Dupla surgiu na novela "Carrossel" e atualmente apresenta o "Bom Dia & Cia"

Divulgação/SBT

Publicado em 12/10/2013 às 09:25:53

Por: Sem autor

Neste dia das crianças, o NaTelinha entrevistou dois pequenos que estão fazendo muito sucesso pelo Brasil.

Eles ficaram famosos ao atuarem no último fenômeno infantil da TV, a novela “Carrossel”, exibida pelo SBT, como Kokimoto e Marcelina. Depois, foram convidados para apresentarem o programa “Bom Dia e Cia”.

Você já sabe? São os atores e apresentadores Ana Vitória Zimmermann e Matheus Ueta.

Nesta conversa exclusiva, feita nos bastidores do "Bom Dia", eles contam como foi o convite para apresentar a atração diária infantil, que partiu do próprio Silvio Santos.

Os dois também falam como entraram na novela, como foi apresentar o “Teleton” ao lado de Silvio Santos em 2012, além de seus gostos pessoais e, claro, o que eles gostariam de ganhar neste dia das crianças.

Leia a entrevista na íntegra:

NaTelinha - O público ainda chama vocês de Kokimoto e Marcelina, como ficaram conhecidos por "Carrossel"?

Matheus -
O pessoal ainda chama a gente de Marcelina e Koki, porque já virou costume. Acho que o Koki não vai sair de mim nem quando eu estiver lá pelos meus 90 anos (risos).

Ana - Ainda me chamam de Marcelina, mas com o programa e por causa das redes sociais, o pessoal já está começando a me chamar de Aninha. Marcelina é uma personagem que vai ficar pra sempre na minha carreira.

Matheus - Aqui no “Bom Dia” me chamam de japonês. Até minha mãe me chama de japonês (risos). Minha mãe também me chama de pinguim, mas não sei porque. Até ela não sabe (risos).


NaTelinha - Sobre o figurino, qual o estilo de vocês?

Ana - Meu estilo é meigo, princesinha. Minha figurinista sempre traz uns vestidinhos que eu adoro.

Matheus - Eu sou mais despojado.


NaTelinha - Como chegou o convite para vocês apresentarem o “Bom Dia & Cia”?

Nota: Matheus e Ana suspiram e falam juntos - Nossa, esse dia foi inesquecível!

Matheus - A gente estava no camarim para participar do “Programa Silvio Santos”. Aí, o Silvio chegou e falou “Oi, tudo bem?”, conversou com nossos pais e depois falou “Ah eu queria convidar vocês, se vocês quiserem claro, para fazer o programa infantil, o Bom Dia & Cia”.

Ana - Ele falou: “Vocês sabem, se vocês quiserem vocês vão ser os novos apresentadores do Bom dia & Cia?”. A gente gelou, não sabíamos o que fazer. Agradecemos a Deus, choramos. A gente estava numa fase de Carrossel, primeira novela, primeiro grande sucesso da nossa carreira, e de repente receber uma notícia do Silvio assim, frente a frente, que nós íamos apresentar um programa, foi uma emoção. Nos sentimos muito especiais naquele momento.
 


NaTelinha - Como foi a preparação para o programa e o relacionamento com a equipe?

Ana -
Antes de começarmos a fazer o “Bom Dia”, nós conhecemos as provas. A Silvinha (Abravanel, diretora do núcleo infantil da emissora) e toda equipe, se adaptaram muito rápido com a gente, nos aceitaram muito rápido, então a gente se sentiu em casa. Conhecemos o switcher, sonoplastia, para ver como tudo funcionava.

Matheus -  A gente tem uma produção muito legal, muito divertida.

Ana - Aqui somos uma família. Agora que já nos adaptamos, a gente não consegue ficar separado, não dá para imaginar a gente sem eles.


NaTelinha - O que aconteceu de mais inusitado e engraçado enquanto vocês apresentavam o programa?

Ana -
Teve um dia que o Matheus passou por trás de mim. Só que eu tenho mania de ficar com o pezinho levantado, nisso ele tropeçou no pé e foi rolando, acho que foi o pior tombo da história (risos).

Matheus - Acho engraçado quando meus vídeos vão parar na internet. Outro dia a Aninha teve uma crise de soluço. Eu já tive crise de espirro.

Ana - Também acontece muita coisa por trás das câmeras. Uma vez o contra-regra caiu de um banquinho e a gente não conseguiu segurar a risada (risos).

Matheus - Às vezes com os erros fica muito mais divertido o programa.


NaTelinha - O que mudou na vida de vocês desde a estreia de "Carrossel?

Matheus -
Eu morava num bairro muito longe, agora eu moro perto do SBT. Minha memória melhorou demais quando comecei a decorar os textos.

Ana - Mudou toda a minha rotina, porque eu estudava de manhã, agora mudou completamente. Ganhamos muitos fãs, que eu agradeço todo dia, são muito carinhosos. É muito gratificante, ter fãs que te adoram. Mas é difícil sair na rua, mas eu gosto muito de dar atenção para os meus fãs, então foi praticamente a vida que mudou.
 


NaTelinha -  Como foi apresentar o “Teleton” de 2012 ao lado do Silvio Santos?

Ana -
O Silvio quis encerrar o programa com a gente. Foi muito gratificante, teve uma hora que comecei a chorar, porque as crianças mesmo começaram a doar dinheiro. Eu acho o “Teleton” uma causa muito nobre. E foi muito gratificante, pois conseguimos passar a meta.

Matheus - Todo ano eu dou um dinheirinho. Eu guardo desde o começo do ano para doar em outubro para AACD, porque eu acho que é uma causa muito nobre. Quando você doa, sente que está contribuindo com o mundo. Você está ajudando famílias, crianças.

Ana - O Tobias, que arruma nosso microfone, o filhinho dele também é atendido pela AACD. Então, a gente vê que a gente pode ajudar famílias que podem estar próximas da gente.


NaTelinha - O que pensam em fazer no futuro?

Ana -
Quando eu crescer quero continuar nesse mundo da TV. Mas minha outra opção é ser veterinária, porque eu amo os animais. Eu pretendo fazer uma faculdade nos Estados Unidos, que é meu sonho, além de estudar fora do país, fazer novas amizades. Minha primeira opção é Artes Cênicas. Eu penso nessas duas profissões.

Matheus - Eu quero me formar em Artes Cênicas, mas eu tenho três outras opções que é a faculdade da aeronáutica, arquiteto, ou ser professor de inglês. Eu pretendo fazer faculdade em Oxford, nos Estados Unidos.


NaTelinha - O que vão fazer e o querem ganhar no dia das crianças?

Ana - Nós vamos estar aqui, junto com todas as crianças. Depois do programa, eu vou viajar com minha família, quero passar o dia brincando. O melhor presente é estar com minha família, com meus amigos, com a minha irmã, que gosta muito de estar comigo.

Matheus - Eu quero ganhar duas coisas. O primeiro que eu quero ganhar, depende de Deus. Minha avó está internada e eu queria ganhar de dia das crianças, que minha vovó saísse da internação.  E outra coisa que eu também quero ganhar é uma visita no edifício Itália, um prédio alto em São Paulo que tem uma vista linda.


NaTelinha - Ana Vitória Zimmermann e Matheus Ueta também deixaram um recado para os internautas do site; ouça no plantão do Podcast NT:

 



COMENTÁRIOS