Mudanças

De Batman a Mulher Maravilha: Os filmes de heróis que foram adiados por causa da pandemia

Produtoras mudaram datas de lançamentos dos longas por conta do coronavírus

De Batman a Mulher Maravilha: Os filmes de heróis que foram adiados por causa da pandemia
Filmes foram adiados - Foto: Montagem

Publicado em 13/08/2020 às 07:01:09

Por: Redação NT

O mundo do cinema sofreu um baque por causa da pandemia do novo coronavírus e diversas produções de super-heróis tiveram que paralisar as gravações e adiar seus lançamentos, como foi o caso de Novos Mutantes, Batman e Mulher Maravilha. Porém, com a diminuição de casos em diversos países, a indústria cinematográfica retomou os trabalhos. Campeões de bilheterias, os longas que contam com heróis também estão ganhando prestígios e vem recebendo indicações ao Oscar e Globo de Ouro.

As salas dos cinemas norte-americanos estão previstos para reabrirem a partir do dia 28 de agosto e os Novos Mutantes estará em cartaz no retorno. O enredo iria para as telonas no dia 3 de abril, entretanto, a Marvel optou por lançar a história em uma nova data.

Viúva Negra e Mulher Maravilha também entraram no barco de adiamentos. A produção protagonizada por Scarlett Johansson estaria nos cinemas em maio, mas agora só vai ao ar no dia 6 de novembro nos Estados Unidos. Já o enredo que tem como principal a atriz Gal Gadot iria ao ar em junho, contudo, sua estreia é prevista para 2 de outubro.

Uma das produções mais aguardadas dos fãs de quadrinhos é Venom 2, só que todos terão que aguardar mais um pouco. Inicialmente, a Sony e a Marvel programaram o lançamento para 1° de outubro, entretanto, a trama ganhará as telonas em 24 de junho do ano que vem.

Essas alterações ocorreram não apenas pela questão de produção – apesar de muitas já terem sido filmadas, as produtoras precisavam finalizar questões como edição, trilha sonora, dublagens, entre outras coisas – mas também por conta do impacto financeiro.

Diversos filmes serão lançados por plataformas de streaming e canais de televisão para poder concorrer aos principais prêmios, contudo, os longas de super-heróis são grandes fontes de fazer dinheiro, pois são responsáveis pelas maiores bilheterias. Como os cinemas estão fechados em vários países do mundo, a arrecadação cairia drasticamente.

A solução encontrada pelas produtoras foi adiar os lançamentos para ter sucessos de bilheterias quando terminar a pandemia. O único impacto negativo que as empresas vão sofrer é em relação aos eventos de premiações.

Confira alguns filmes de heróis que foram adiados:

- Novos Mutantes - De abril para 28 de agosto 2020

- Mulher Maravilha 1984 - De junho para 2 de outubro 2020

- Viúva Negra - De maio para 6 de novembro 2020

- Os Eternos - De novembro de 2020 para 21 de fevereiro de 2021

- Venom 2 - De outubro de 2020 para 24 de junho de 2021

- The Batman - De junho de 2021 para outubro do mesmo ano

Super-heróis premiados

Com os cancelamentos, dificilmente as produções de super-heróis terão destaques nas principais premiações, como Oscar e Globo de Ouro. Os filmes da Marvel e Disney brigam tradicionalmente pelas categorias técnicas, como efeitos especiais, trilha sonora, maquiagem, figurino, entre outras coisas.

Contudo, em 2019 e 2020, essas produções superaram as expectativas e se infiltraram nas principais categorias. Pantera Negra, por exemplo, foi indicado como Melhor Filme nos dois eventos. Não venceu, mas recebeu elogios pela sua representatividade.

Já neste ano, Coringa conquistou uma legião de fãs e entrou firme para brigar pelo Oscar e Globo de Ouro. Não venceu como melhor longa-metragem, entretanto, Joaquin Phoenix foi eleito o Melhor Ator com larga vantagem.

Sucessos de bilheterias

Os heróis são verdadeiros fenômenos e levam uma legião de fãs aos cinemas. No ano passado, dos 10 longas mais assistidos, quatro eram sobre o universo dos quadrinhos. Vingadores – Ultimato atingiu a marca de US$ 2.8 bilhões e liderou o ranking de bilheterias. Aliás, é também quem teve a maior arrecadação, superando Avatar (2009).

Homem-Aranha: Longe de Casa (US$ 1,3 bilhões), Capitã Marvel (US$ 1,3 bilhões) e Coringa (US$ 1,1 bilhões) completam a lista. Esses índices se repetem em anos anteriores, sempre batendo a casa dos bilhões de dólares.

Com a pandemia, essa máquina de ganhar dinheiro da indústria cinematográfica norte-americana paralisou e as readequações foram necessárias para diminuir o impacto financeiro. A expectativa dos produtores, segundo a revista Variety, é que após a pandemia, haja rápida recuperação do setor como ocorreu na década de 1930.

Outros setores afetados

O cinema não foi o único setor que saiu prejudicado por causa da pandemia do novo coronavírus. Os estúdios para gravações de séries também paralisaram seus trabalhos, como é o caso de Succession (HBO) e Euphoria (HBO). No Reino Unido, por exemplo, Sex Education (Netflix) parou as filmagens e não tem previsão de estreia.

No Brasil, as telenovelas tiveram que interromper as filmagens e as emissoras optaram por reprises. Amor de Mãe, Salve-se Quem Puder e Amor sem Igual voltaram com os trabalhos em estúdios nesta semana, mas outros produtos de dramaturgia continuam em quarentena.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!