Reportar
erro
Vantagem no mercado

Com clientes da Oi, Sky pode se tornar a maior operadora de TV paga do Brasil

A empresa anunciou a transferência de assinantes pós-pagos para a concorrente


Montagem de fotos de logos da Oi e da Sky
Oi e Sky estão em negociação para transferência de carteira de clientes - Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 29/04/2022 às 14:23:00,
atualizado em 29/04/2022 às 14:40:23

Na última quinta-feira (28), a Oi anunciou a transferência de sua carteira de clientes pós-pagos da TV por satélite (DTH) à Sky. A transação ainda precisa ser aprovada pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), mas, se o acordo for fechado, a empresa ultrapassará a Claro e se tornará a maior operadora de TV paga do Brasil. 

O comunicado da companhia impacta diretamente nos planos pós-pago, mas não menciona os clientes pré-pago da Oi TV Livre, modalidade que funciona por meio de recargas e oferece apenas canais abertos e de cortesia.

O anúncio também fala sobre a prestação de serviços relacionados à "infraestrutura de IPTV". Fechando o negócio, a Sky terá direito a utilizar a rede de fibra ótica da Oi para transmitir a sua programação. Contudo, a operadora não antecipou os detalhes sobre a transferência dos clientes pós-pago e a utilização da infraestrutura, deixando essa parte para os contratos definitivos.

Grupo argentino compra a Sky Brasil

Em julho do ano passado, o conglomerado argentino Grupo Werthein comprou a Vrio Corp, uma empresa norte-americana que é a responsável pelas operações comerciais em países latinos, por meio da Sky e DirecTV, conforme noticiou o jornal argentino La Nación. Hoje, mais de 10 milhões de pessoas são clientes da Vrio na América Latina, envolvendo serviços de TV a cabo ao vivo e sob demanda.

Além da Sky Brasil, a Vrio ainda opera por meio da DirecTV na Argentina, Barbados, Chile, Colômbia, Curaçao, Equador, Peru, Trinidad e Tobago e Uruguai. A plataforma DirecTV GO também será afetada pela compra do Grupo Werthein.

"Nossa visão para o futuro é maximizar essas marcas líderes de entretenimento na América Latina, mantendo sua liderança e aumentando sua proposta de valor, investindo em tecnologia e conteúdo alinhados aos hábitos de visualização de cada um de nossos assinantes, incluindo a próxima geração de consumidores", afirmou Dario Werthein, acionista do Grupo Werthein, para o La Nación.

"A Vrio tem uma equipe talentosa e dedicada de funcionários e estamos ansiosos para continuar a trabalhar com eles. Estamos confiantes de que eles permanecerão comprometidos com o sucesso dos negócios, a satisfação do cliente e a excelente prestação de serviços", completou Werthein. A Sky Brasil também foi afetada pela negociação.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias