Briga

Flamengo e Globo entram em guerra após MP de Bolsonaro e trocam acusações

Guerra nos bastidores continua com troca de notificações

Flamengo e Globo entram em guerra após MP de Bolsonaro e trocam acusações
Flamengo e Globo estão em pé de guerra - Foto: Divulgação

Publicado em 23/06/2020 às 18:50:55

Por: Daniel César

Flamengo e Globo abriram mais um capítulo da guerra entre emissora e o clube carioca por conta dos direitos de transmissões das partidas de futebol. Após a MP 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, o canal e o time começaram a travar uma disputa sobre alguns jogos do campeonato carioca com direito a notificação extrajudicial e promessa de briga na justiça.

Tudo começou nesta terça-feira (23), quando o Departamento Jurídico da Globo enviou notificação para a direção do Flamengo explicando que o clube carioca não pode vender os direitos do jogo contra o Boa Vista, pela competição estadual. No entendimento dos advogados da emissora, como o adversário do Fla fechou contrato de exclusividade antes da medida, mesmo ele sendo visitante, a partida não pode ser exibida por nenhum outro veículo.

Diante deste cenário, a Globo decidiu ir à guerra contra o Flamengo e notificou a direção do clube, antigo parceiro de transmissões. Nos bastidores do canal, entende-se que o documento não servirá para acalmar os rompantes do clube da Gávea, mas protegerá os direitos de transmissões para o caso de uma briga judicial que parece cada vez mais provável.

O Flamengo reagiu e, segundo notícia do UOL Esporte, a cúpula do clube irá responder a notificação com outro documento extrajudicial. "A Globo será notificada para que se abstenha. Vamos responder a notificação e pedir que ela se abstenha. Há uma disputa comercial e o contrato deixa claro que eles não têm direito em relação ao Flamengo", informou um dirigente do Fla na reportagem.

Flamengo e Globo em guerra

E a guerra entre Flamengo e Globo parece não ter fim. Se a Globo entende que a Medida Provisória assinada por Bolsonaro e que altera a Lei Pelé não tem poder sobre contratos já firmados, o clube carioca pensa que, como não fechou nenhum acordo com a emissora para o Campeonato Carioca, segue como proprietário das transmissões, podendo vender para quem interessar.

"Podemos ceder nossos direitos por não termos contrato e estamos livres para exercermos o direito reconhecido por lei", afirmou o dirigente. A notificação, entretanto, segundo informou o UOL, ainda não foi enviada para a Globo e também não há prazo para a partida entre Flamengo e Boa Vista, já que o Campeonato Carioca foi suspenso novamente por determinação do prefeito do Rio de Janeiro

Veja nota oficial da Globo sobre o assunto

"Sobre a medida provisória 984, que alterou Lei Pelé e determinou que os clubes mandantes dos jogos passem a ser os únicos titulares dos direitos de transmissão, a Globo vem esclarecer que a nova legislação, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não modifica contratos já assinados, que são negócios jurídicos perfeitos, protegidos pela Constituição Federal.

Por essa razão, a nova medida provisória não afeta as competições cujos direitos já foram cedidos pelos clubes, seja para as temporadas atuais ou futuras. A Globo continuará a transmitir regularmente os jogos dos campeonatos que adquiriu, de acordo com os contratos celebrados, e está pronta para tomar medidas legais contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos.

O Campeonato Carioca foi cedido na vigência da lei que exigia a concordância de ambos os clubes participantes do jogo para a transmissão. A nova MP, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não altera essa cessão já realizada, que é um negócio jurídico perfeito, garantido pela Constituição Federal. A Globo não detém os direitos sobre os jogos do Flamengo e por isso não irá transmiti-los. Da mesma forma, o Flamengo não poderá transmitir qualquer um de seus jogos (ainda que seja mandante) porque a Globo é detentora dos direitos de todos os demais clubes participantes do Campeonato Carioca."





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!