Polêmica

Petição contra especial de Natal do Porta dos Fundos com Jesus gay passa de 500 mil assinaturas

Especial do grupo de humoristas na Netflix ganhou muitas críticas

Petição contra especial de Natal do Porta dos Fundos com Jesus gay passa de 500 mil assinaturas
Especial A Primeira Tentação de Jesus - Foto: Divulgação

Publicado em 11/12/2019 às 17:19:45

Por: Redação NT

O especial A Primeira Tentação de Cristo, do grupo Porta dos Fundos, vem repercutindo bastante desde o seu lançamento na Netflix. O principal motivo são as críticas pelo fato de Jesus ser retratado como gay.

Nas redes sociais, começou a ganhar destaque uma petição direcionada à Netflix, ao grupo de humor e ao Poder Legislativo. Nela, pede-se a retirada do conteúdo do ar na plataforma de streaming, afirmando que a produção ofende "gravemente os cristãos".

Em pouco tempo no ar, já são contabilizadas mais de 500 mil assinaturas, e isso se deve muito ao engajamento de pessoas ligadas à diversas religiões, que estão compartilhando e pedindo a participação dos internautas que também se sentiram incomodados.

O polêmico especial de Natal do Porta dos Fundos

Na esquete, que está rendendo tanta polêmica, Jesus é surpreendido com uma festa de aniversário de 30 anos. A certa altura, Maria e José, os pais do aniversariante, fazem uma revelação: ele foi adotado e seu verdadeiro pai é Deus. Outra das surpresas é que Jesus poderia estar em um relacionamento com outro homem.

Gregório Duvivier, Fábio Porchat, João Vicente de Castro, Antonio Tabet, Thati Lopes e Rafael Portugal são alguns dos humoristas do Porta dos Fundos.

Confira:

Posição da Netflix sobre o especial

Em nota, a Netflix destacou que valoriza e apoia a liberdade criativa dos artistas com quem trabalha.

Além disso, a plataforma ainda reconheceu que "nem todas as pessoas vão gostar desse conteúdo", e também fala sobre "liberdade de escolha", em vista que o seu catálogo é bem variado, citando até a presença de novelas bíblicas.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!