Reportar erro
No mercado

Ex-ESPN, Rafael Oliveira é o mais novo contratado do DAZN

 Ex-ESPN, Rafael Oliveira é o mais novo contratado do DAZN
Divulgação/DAZN

Fabrício Falcheti

Publicado em 22/08/2019 às 16:30:37

Demitido da ESPN no último dia 14 de agosto, pegando o mercado de surpresa, o comentarista Rafael Oliveira já se realocou. Ele é o mais novo contratado do DAZN, plataforma de esportes que vem investindo pesado no Brasil.

continua depois da publicidade

"Estou muito animado com o desafio de fazer parte de um projeto inovador e que tem tanto a crescer no Brasil", diz o jornalista. "Trabalhar com transmissões de diversos campeonatos pelo mundo é algo que sempre me motiva", garante.

No DAZN, Rafael Oliveira comentará jogos da Série A (campeonato italiano), da Ligue 1 (francês) e da Premier League (campeonato inglês), que chegou recentemente com um contrato de sublicenciamento justamente com a ESPN.

continua depois da publicidade

Além dos torneios europeus, que ele já trabalhava no canal esportivo da Disney, Rafael agora também poderá comentar algumas partidas da Série C, que faz parte do catálogo da plataforma.

Sua estreia está prevista para o dia 1º de setembro.

ESPN

A ESPN Brasil pegou o mercado de surpresa com o anúncio de uma série de demissões no canal. Além de Rafael, também saíram João Palomino (vice-presidente de produção e jornalismo ), Arnaldo Ribeiro (chefe de redação e comentarista), Eduardo Tironi (editor-executivo e comentarista), Renata Netto (gerente sênior), João Carlos Albuquerque (apresentador) e Cláudio Arreguy (comentarista).

continua depois da publicidade

Outro que está de saída é Juca Kfouri, mas ele por opção próprio. Seu contrato vence no próximo dia 29 e não será renovado.

Rafael Oliveira estava no grupo desde 2013, quando trocou o Esporte Interativo pela ESPN. Além de comentar partidas de menor apelo, ele era um dos titulares do programa "Futebol no Mundo" e dava expediente diário no "Bate Bola Bom Dia", que na reformulação de 2019 passou a se chamar "ESPN Bom Dia".

continua depois da publicidade

Em nota, o canal esportivo explicou as demissões: "A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e La Liga, além das ligas norte-americanas como a NFL, NBA, MLB, NHL entre outras".

continua depois da publicidade

Mais Notícias