Reportar erro
Maçã

O que esperar do serviço de streaming da Apple?

Apple anuncia novo streaming nesta segunda-feira (25)

Apple
Depois da tecnologia, Apple aposta no entretenimento
Thiago Forato

Publicado em 25/03/2019 às 09:58:35

A Apple, empresa de tecnologia, anuncia nesta segunda-feira (25), na cidade de Cupertino, na Florida, seu serviço por streaming, que vai bater de frente com gigantes da indústria nos Estados Unidos, como a Netflix, Hulu, Amazon Prime Video e futuramente, com a Disney +.

Espera-se que o serviço tenha conteúdos de respeito, já que conta em seu casting com nomes como Steven Spielberg, Oprah Winfrey, JJ Abrams, Reese Witherspoon e Jennifer Anniston.

A grande questão é se a Maçã conseguirá ter conteúdo em massa para fazer valer o preço de uma assinatura. Especula-se que esportes não devem aparecer nas ofertas por enquanto, mas a Apple deve revelar algum tipo de serviço de notícias por assinatura.

Não é segredo que nesse segmento, o investimento das empresas tem sido maciços. Bilhões de dólares são injetados todos os anos na produção de séries e filmes originais, uma estratégia ambiciosa e que a longo prazo, elas acreditam que dê resultado.

Temos que lembrar também que as primeiras tentativas da Apple em contar com programação original foram desastrosas. "Planet of the Apps" teve uma temporada depois de um fiasco colossal e a série "Dr. Dre" foi descontinuada.

David Abraham, um ex-CEO da Channel 4, emissora britânica, disse ao site Deadline que seu lançamento é um grande divisor de águas. "Também é um grande momento para os produtores no Reino Unido, porque alguns desses programas poderão ser feitos aqui. Ninguém pode ter o monopólio. É um momento emocionante", classificou.

Analistas garantem que a força da Apple pode fazer com o que serviço realmente "pegue". Bala na agulha não falta: US$ 1 bilhão foi investido nos últimos meses na produção de conteúdo original.

Na visão de Abraham, por exemplo, há um debate em quantos serviços por streaming o consumidor pode "tolerar". "Eles estão chegando a preços mais baixos, mas os consumidores estão preparados para terem vários", garantiu.

TAGS:
Mais Notícias