Reportar erro
Streaming em alta

Assinantes da Netflix sem TV paga quase dobram em um ano, diz pesquisa

Consumidores estão gastando menos com TV paga

Ilustração alt
Ilustração
Thiago Forato

Publicado em 22/09/2018 às 10:38:14

Depois de um grande "boom" das assinaturas de TV paga no Brasil no final da década de 2000 e início de 2010, agora é a vez dos streamings terem um crescimento acelerado.

Um relatório da CVA Solutions aponta que o percentual de assinantes somente de Netflix subiu de 8% em 2017 para 15% em 2018. De todos os entrevistas, 34% ainda assinam o streaming e tem algum serviço de televisão por assinatura em seus lares.

Mais da metade dos clientes Netflix (51%), nunca tiveram um serviço de TV paga, o que indica que o streaming está chegando a camadas de menor poder aquisitivo. Os motivos são: preço acessível, possibilidade de assistir quando e onde quiser, variedade no catálogo e a ausência de intervalos comerciais.

A pesquisa apontou também a queda da base de quem assina apenas televisão paga. De 42% para 25% entre 2017 e 2018. Para a maioria dos assinantes do serviço, 82% assistem filmes nos canais fechados. É a principal razão para a assinatura.

O gasto com pacotes mensais também caiu de R$ 145 para R$ 144, e 67,2% dos entrevistados tem planos de mudar de operadora.

TAGS:
Mais Notícias