Robustez

TV paga tem queda no número de clientes, mas assinantes preferem pacote com mais canais

Base da TV paga segue em queda no Brasil

Foto/Ilustração

Publicado em 16/06/2018 às 10:39:17

Por: Thiago Forato

O número de clientes na televisão por assinatura vem caindo gradativamente. Com o aumento de outras mídias, como o serviço por streaming e a própria internet, fez o consumidor se desinteressar pela ideia de pegar um amontoado de canais em operadoras.

Embora a base de assinantes tenha caído 4,4% (de 18,81 milhões para 17,97 milhões) entre meados de 2016 e o final de 2017, a soma dos assinantes cresceu 6,1%. Ou seja, a preferência é pela assinatura de pacotes de programação com mais opções.

A revelação foi feita pela Ancine, que publicou um avanço da base para os pacotes com canais em HD, ou alta definição, de 29,3% em junho de 2016 para 37,3% em dezembro do ano passado.

Os pacotes premium, tais como a Rede Telecine e HBO, por exemplo, perderam espaço. O alto preço e a repetição de filmes foram um dos vilões.

O mercado de TV paga encontra dificuldade para crescer. O grande "boom" ocorreu no início da década, mas a facilidade de entretenimento online acabou afastando novos consumidores. Os velhos, ou tentam renegociar suas assinaturas, ou cancelam devido ao alto preço.

A expectativa é que o quadro siga estável até o final do ano, com pequena retração.



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!