Reportar erro
Herança

Chorão deixa dívida impagável para filho: "Coisa que ninguém sabia"

Herdeiro de cantor lamenta posição de gravadora sobre os direitos artísticos do pai

Chorão posado para foto, mostrando tatuagem; filho de chorão fazendo selfie no espelh
Chorão deixa dívida impagável para filho - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 26/11/2021 às 17:13:58

O cantor Chorão (1970-2013), vocalista do Charlie Brown Jr morto há quase nove anos, deixou uma dívida grande para seu filho, Alexandre Abrão, que administrada os bens deixados pelo artista. Uma grande dificuldade encontrada pelo herdeiro do músico é, segundo ele, referente à saída dos guitarristas Marcão e Thiago Castanho da banda, já que eles tentaram registrar marcas do conjunto e ainda entraram com uma ação na Justiça.

Em entrevista para o G1, Alexandre Abrão contou que o pai havia comprado os direitos da banda nos anos 2000 e que, por conta disso, acumulou dívidas com a gravadora EMI que é descontada até hoje.

"Desde que meu pai faleceu, uma das pessoas que trabalhava com o meu pai falava: 'O Chorão tem uma dívida impagável com a EMI'. Até hoje essa dívida impagável está aí. A gente paga de pouquinho em pouquinho, porque retém os direitos artísticos. Isso é uma coisa que ninguém sabia", contou Alexandre. "A EMI simplesmente retém e a gente não vê esse dinheiro. As pessoas falam: 'Ah, chove dinheiro'. Não é assim", completou.

Justiça nega pagamento de multa por shows que Chorão não fez por ter morrido

Vale lembrar que, em 2020, a Justiça de São Paulo decidiu que Alexandre Ferreira Abrão, filho de Chorão, não teria que pagar multa e nem indenização para uma empresa por shows que o pai não fez por ter morrido.

O vocalista da banda Charlie Brown Jr. falaceu em março de 2013 e a empresa Promocom Eventos e Publicidade, com sede no Paraná, decidiu mover um processo contra o herdeiro do cantor, exigindo o pagamento de R$ 325 mil, com a alegação de que Chorão teria descumprido o contrato para a realização de nove apresentações pelo Sul do país.

Além disso, também foi exigido o valor de R$ 225 mil, que teriam sido pagos ao músico como adiantamento. "Com a morte de Chorão, o capital investido deixou de fazer o lucro esperado", disse o advogado Rodrigo Ramina de Lucca, responsável pela acusação.

Chorão foi encontrado morto em seu apartamento no dia 6 de março 2013. Após investigações sobre o falecimento do artista, foi constatado que o cantor teve uma overdose por cocaína. O caso causou comoção em todo o Brasil.

Logo Melhores do Ano 2021
Vote nos Melhores do Ano NaTelinha 2021

Está no ar uma das premiações mais tradicionais e respeitadas do meio, em sua 12ª edição. Confira as 20 categorias e eleja os melhores agora mesmo!

VOTE
TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos