Reportar erro
Exclusivo

Contratante do show de Marília Mendonça em Caratinga organiza homenagem no mesmo local

Empresa pretende receber um artista e público que comprou ingressos para a apresentação que aconteceria com Marília Mendonça

Marília Mendonça no palco de um show que virou gravação do seu DVD
Contratante planeja show em homenagem a Marília Mendonça em Caratinga (MG) - Reprodução
Marcela Ribeiro

Publicado em 10/11/2021 às 04:00:00,
atualizado em 10/11/2021 às 10:01:06

Ley Lopes, sócio da Agência 1, contratante do show de Marília Mendonça que aconteceria na última sexta-feira (5) antes do trágico acidente aéreo em Caratinga, Minas Gerais, programa um evento em homenagem à artista no Parque de Exposições da cidade para receber o público que havia comprado os ingressos para a apresentação.

"A expectativa para o show dela era a melhor possível, a gente já fez vários shows da Marília, ela sempre fazia com carinho, garra, shows grandes com duração de duas horas. Quando o público era participativo, ela cantava mais. A Marília tinha uma sintonia muito grande com os fãs nos seus shows", conta ele ao NaTelinha.

A ideia é programar a homenagem o quanto antes e, para isso, a empresa pretende contar com a presença de um artista, que ainda não teve o nome divulgado.

"Nós temos um evento programado para o dia 11 de dezembro que é o show do Victor Fernandes. Porém a gente resolveu esperar um pouco para ver se conseguimos definir rápido o que faremos com relação ao show da Marília que não teve, e saber se iremos conseguir fazer essa homenagem logo. Neste momento, o que temos que priorizar é resolver essa questão do show da Marília para poder dar andamento aos outros shows em Caratinga, até em respeito às pessoas mesmo. A gente tem que ter um cuidado com isso, não adianta vender ingressos para outros eventos com esse da Marília Mendonça ainda com várias interrogações".

Sergundo Ley, sua agência já tinha pago 100% do cachê da artista, e foi o escritório dela que contratou o táxi aéreo e demais despesas. "Quem faz o contrato de locações de jatos e ônibus para esse transporte é o escritório do artista", explica. Por enquanto, o empresário não sabe como será feito o acordo em relação ao valor pago antes da tragédia fatal com Marília Mendonça, o produtor Henrique Ribeiro, o tio, que era assessor Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Medeiros Júnior e do copiloto, Tarciso Viana.

"Nunca tínhamos passado por isso, de morte do artista no dia do show, mais de 25 anos que a gente trabalha com isso. Esperamos passar o velório, sepultamento, segunda (8) foi o primeiro dia útil no escritório, não sei se abriram porque decretaram luto de três dias. Essa semana, vamos bater um papo com o escritório e buscar um caminho para resolver essas coisas".

O primeiro contato com o escritório de Marília para fechar o show que aconteceria em Caratinga foi feito em dezembro do ano passado, a data ficou definida.

"Só não estava definida ainda a cidade, mas pouco tempo depois a gente resolveu optando por Caratinga. O contrato foi fechado em meados deste ano. Já tínhamos vendido quatro mil ingressos, mas a expectativa era de um público maior porque o tempo firmou, não tinha mais previsão de chuva e durante a semana por conta do tempo as vendas deram uma travada. A gente acreditava num público maior e o local também facilitava a presença de público das cidades vizinhas".

Contratante esteve no local do acidente de Marília Mendonça

Ley Lopes soube do acidente por um amigo que conhece os responsáveis pela pista que o avião em que ela estava pousaria. "Ele foi lá e me mantinha informado. Mas com a demora de notícias mais concretas, fui até o local e acompanhei a retirada dos corpos da aeronave, foi muito triste", recorda.

De acordo com empresário, parte da equipe de Marília Mendonça já estava na cidade trabalhando na montagem do palco e preparação para o evento. "Estavam praticamente todos, a equipe já tinha dado entrada no hotel Go In em Caratinga. Só faltava ela, o assessor e o produtor. Ela se hospedaria no mesmo hotel", conta.

O avião da PEC Táxi Aéreo pertenceu à dupla Henrique & Juliano e foi vendido para a empresa em julho de 2020. A aeronave era do modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice. Os cantores eram muito próximos de Marília e estavam bastante abalados no velório da cantora. A dupla homenageou a artista cantando a música "Flor e o Beija-Flor" na cerimônia de despedida.

Os representantes de Marília explicaram em um comunicado por que divulgaram inicialmente que a cantora e os demais ocupantes estavam bem e tinham sido encaminhados para um hospital da região após a queda da aeronave.

"Em conhecimento do acidente, a assessoria de imprensa da artista buscou informações de fontes confiáveis. Estas informaram que estaria tudo bem e que todas as pessoas estavam sendo conduzidas ao hospital, somente para realizar procedimento padrão. Passados menos de 20 minutos, as mesmas notificaram a equipe sobre a fatalidade. A notícia foi repassada, primeiramente, aos familiares das vítimas. Vale ressaltar que todas informações foram disponibilizadas sempre baseadas em fontes confiáveis".



Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias
Outros Famosos