Reportar erro
Ação judicial

Marilyn Manson é processado por modelo por abuso sexual

Em mais uma denúncia, cantor é acusado de estupro e agressões

Marilyn Manson posado, abrindo jaqueta; modelo em entrevista
Marilyn Manson é processado por modelo por abuso sexual - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 30/06/2021 às 22:20:00

Marilyn Manson está sendo processado, mais uma vez, por assédio sexual. Quem faz a acusação é a modelo Ashley Morgan Smithline, que denuncia o cantor por abusos psicológicos, sexuais e físicos enquanto namorava o artista. Em entrevista para a revista People, a moça deu detalhes sobre o trauma que passou e afirmou que está processando Manson em ação judicial.

"Tem sido importante para mim apresentar o que tenho feito porque vivo com medo constante até hoje. Estou buscando justiça porque quero seguir em frente e me curar do terrível abuso que enfrentei. Quero que Brian Warner (nome de batismo do cantor) seja responsabilizado de uma vez por todas", disse a modelo. A publicação ainda teve acesso a documentos que mostram a denúncia de Morgan.

"Warner pegou uma faca ao lado da cama e começou a cortar o ombro, a parte interna do braço e o estômago da Sra. Smithline. Ainda segundo o documento, os cortes arrancaram sangue e fizeram com que a modelo entrasse em choque. Até hoje, a Sra. Smithline carrega as cicatrizes dos cortes do Sr. Warner", dizia um trecho do documento, que ainda cita estupro, corte, chicotada, entre outras agressões. Para a People, a defesa do cantor negou as acusações.

"Há tantas falsidades em suas alegações que não saberíamos por onde começar a respondê-las. Esse relacionamento, até certo ponto era um relacionamento, durou menos de uma semana em 2010. Manson não viu a Sra. Smithline desde então", disse a defesa de Marilyn.

Marilyn Manson e outras acusações

A modelo é a quarta mulher a denunciar o cantor por abuso sexual. Em abril, a atriz Esme Bianco, conhecida por interpretar Ros na série Game of Thrones, processou o cantor Marilyn Manson nos Estados Unidos, com a acusação de estupro, agressão e de dopá-la com entorpecentes. O roqueiro já foi investigado pela polícia de Los Angeles por supostamente ter cometido abusos contra sua ex-namorada, Evan Rachel Wood.

De acordo com informações do site TMZ, que teve acesso ao documento do processo, Esmé descreveu que, em 2009, passou por uma sessão de tortura com um chicote que Marilyn afirmou ter sido usado por soldados nazistas. Após as agressões, ele teria praticado os abusos sexuais.

Ainda no processo, a atriz revelou que o abuso ocorreu quando ela gravou o clipe de I Want to Kill You Like They Do in the Movies. Bianco contou que ficou quatro dias seguidos sendo agredida pelo cantor, mas não acabou não sendo a única vez.

Pouco tempo depois, Esmé saiu da Inglaterra e foi para os Estados Unidos para gravar um suposto filme de terror, que não foi concluído. Durante os trabalhos de produção, ela teria sido novamente agredida e estuprada.

 

No começo deste ano, várias mulheres procuraram a Justiça e disseram que foram vítimas de violência sexual do artista. Marilyn Manson relatou, em fevereiro, que todos os relacionamentos que teve foram consensuais e afirmou que as acusações não eram verdadeiras.

Mais Notícias
Outros Famosos