Reportar erro
Caso de polícia

Globo se posiciona após denúncia sobre suposto assédio sexual por produtores do BBB

Emissora se manifestou sobre ocorrência registrada por mulher em MG

Aline em entrevista para o Balanço Geral; Logo BBB
Aline denuncia funcionários do BBB - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 08/06/2021 às 21:45:00

A Globo se posicionou sobre a denúncia de uma mulher, que registrou ocorrência contra dois produtores do Big Brother Brasil por assédio sexual. Segundo Aline Vargas, ela terido recebido contato dos profissionais para que mandasse fotos íntimas para que ela fosse aprovada na seletiva para participar da atração. Em entrevista para o Balanço Geral desta terça-feira (8), a estudante explicou detalhes sobre o suposto assédio sofrido.

"Dentro de uma longa conversa, ele me pede uma foto pelada, um nude. Tenho todas as provas possíveis, tenho prints autenticados pela Justiça. Agora, nesse momento, estou mexendo com um tubarão, o programa que o Brasil abraça e ama", disse.

Aline já havia tentado participar do reality show em 2020 e chegou a passar em algumas etapas das seletivas. Contudo a estudante não conseguiu entrar no programa. Foi então que, depois de alguns meses, segundo a jovem, ela recebeu uma mensagem do produtor nas redes sociais.

"Não desconfiei, pois o BBB também tem os famosos olheiros. Então, para mim, ele estava no papel de olheiro. Em meados de janeiro, que ele me chamou, disse que ia me acompanhar para entrar no BBB22. Fiquei em estado de choque, mesmo. Cheguei a ficar branca, estava com o meu marido ao lado", contou a jovem, ao falar sobre o pedido de nudes do funcionário da Globo.

Aline ainda revelou como recebeu a negativa do funcionário para continuar no processo: "Você tem poucas chances. Você é casada, não é um perfil que agrada. Porém, tudo é possível, boa sorte".

Globo responde às acusações

O NaTelinha entrou em contato com a assessoria de comunicação da Globo que informou o seguinte: "Como você sabe, a Globo não comenta questões relacionadas a Compliance, mas o colaborador em questão não está mais na empresa. Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas." O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais.



Mais Notícias
Outros Famosos