Reportar erro
Polêmica

Alexandre Garcia lidera lista de disseminação de fake news na pandemia, diz site

Jornalista faturou R$ 70 mil

Alexandre Garcia lidera lista de disseminação de fake news na pandemia
Alexandre Garcia envolvido em polêmica - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 12/06/2021 às 10:20:00

Alexandre Garcia, comentarista da CNN Brasil, é o primeiro na lista de canais do YouTube que mais ganharam dinheiro disseminando notícias falsas sobre a pandemia, segundo relatório enviado pelo Google à CPI da Covid. Por conta das investigações, o jornalista e a plataforma retiraram mais de 120 vídeos do ar, que tinham rendido quase R$ 70 mil em remuneração pela audiência e publicidade.

De acordo com informações publicadas neste sábado (12) pelo jornal O Globo, a empresa de tecnologia entregou um relatório com 385 vídeos deletados após serem identificados como responsáveis por desinformação sobre formas de tratamento ao coronavírus.

A lista ainda mostra quando cada canal ganhou com as publicações antes dos vídeos serem retirados do ar. Além de Alexandre, estão no relatório os nomes de Gustavo Gayer, Notícias Política BR, Brasil Notícias, Leda Nagle, entre outros.

As produções que precisaram ser deletadas possuíam propagandas de medicamentos ineficazes contra a Covid-19, como a cloroquina, e/ou não respeitavam as diretrizes do YouTube. Os opositores do presidente Jair Bolsonaro também acabaram sendo vítimas da disseminação de fake news.

Vale destacar que Alexandre Garcia, comentarista da CNN Brasil, é um dos principais apoiadores de Bolsonaro no meio jornalístico. Não por acaso seus vídeos circulam frequentemente em grupos bolsonaristas por meio de aplicativos.

CPI da Covid e Alexandre Garcia

Alexandre Garcia lidera lista de disseminação de fake news na pandemia, diz site

A CPI da Covid tem sido responsável por analisar as principais ações – ou falta delas – do governo Jair Bolsonaro. Alexandre Garcia tem sido um dos críticos da forma em que a comissão tem trabalhado, pois desaprova como têm sido conduzidas as investigações.

Porém, o jornalista defendeu que os 81 senadores tivessem o direito de participar da CPI e ainda que os governadores e prefeitos fossem investigados pela comissão. Essas opiniões foram dadas tanto na CNN Brasil quanto no seu canal do YouTube ao longo das últimas semanas.



Mais Notícias
Outros Famosos