Reportar erro
Exclusivo

Narjara Turetta relembra perrengue em gravação de O Salvador da Pátria: "Coração na boca"

Atriz comemora reprise da novela no Canal Viva e conta curiosidades das gravações

Narjara Turetta durante O Salvador da Pátria e atualmente
Narjara Turetta relembra gravações de O Salvador da Pátria - Foto: Reprodução
Thomaz Rocha

Publicado em 14/04/2021 às 08:03:00

No ar na reprise de O Salvador da Pátria no Canal Viva, Narjara Turetta revê seu trabalho quando tinha apenas 23 anos de idade. Cercado de monstros na arte da interpretação, como Francisco Cuoco, Susana Vieira e Lima Duarte, a atriz enaltece a perceria com os veteranos na época das gravações da novela, no ano de 1989. Em entrevista exclusiva para o NaTelinha, Narjara relembra sua personagem na novela de Lauro Cesar Muniz, a Rafaela, e conta curiosidades sobre a produção da trama.

Narjara não esconde sua saudade ao contar momentos que passou ao lado do elenco, mesmo depois de 32 anos. "As recordações que eu tenho são muito boas. Primeiro, porque eu era filha do do Francisco Cuoco. Eu sempre sonhei em trabalhar com ele, que é um amor de pessoa. Susana também foi incrível. A gente sempre ia embora juntas das gravações. Eu sinto muita falta desse envolvimento que a gente tinha, era muito gostoso o convívio", relembra.

"Lembro do Lima Duarte recitando poemas, das coisas engraçadas de Maitê, o carinho e amizade que Maurício Mattar e eu tínhamos, tanto que nos tornamos irmãos na vida real. A gente sentava no corredor, às vezes, o Maurício deitava no meu colo e eu ficava fazendo cafuné nele. Era muito gostoso", afirma a atriz.

Perrengues na hora das gravações

Além das gravações nos estúdios da Globo no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio, Narjara também tem boas recordações das idas para Vassouras, interior do estado fluminense, mas também não se esqueceu dos perrengues nas viagens.

Narjara Turetta durante cena de O Salvador da Pátria. Foto - Reprodução

Uma das locações da novela na cidade era na fazenda do banqueiro Ronaldo Cezar Coelho, onde tinha uma piscina. Segundo a atriz, depois de gravar suas cenas no local, ela e Alexandra Marzo pediram para dar um mergulho e aconteceu uma situação tensa.

"Ficamos lá tomando sol, quando acabou, vi que eu não tinha colocado protetor solar. Fiquei com meu colo todo cheio de sardas. O pior é que eu tinha que gravar uma cena em que eu estava com vestido todo decotado. Eu estava toda vermelha. Então as maquiadoras tiveram que fazer uma 'mágica' para tirar aquele vermelho", contou.

Outro momento de susto foi durante a chegada ao Rio de Janeiro de helicóptero. Além de Narjara, Francisco Cuoco, Susana Vieira, Benjamin Cattan e Maitê Proença estava a bordo quando algo inusitado ocorreu.

"Maitê estava na frente com o piloto. Quando chegamos perto do heliponto da Lagoa ele deixou a Maitê dar uma (manobra) com os pedais. Nossa... O coração do Cuoco quase veio na boca, Benjamin quase morreu. A gente riu muito. Deu um medinho danado, mas foi engraçado", relata.

Sensualidade em cena

Narjara Turetta em cena com Lima Duarte em O Salvador da Pátria. Foto: Reprodução

Na época de O Salvador da Pátria, Narjara tinha 23 anos e logo no primeira capítulo da trama aparece sensual diante das câmeras. A atriz garante que não fazia dietas rigorosas para manter o corpo.

"Eu não estava acima do meu peso, mas eu me lembro que eu cheguei a fazer dieta sim, uma dietinha muito rápida. Naquela época, qualquer dieta que eu fizesse já emagrecia rápido, ao contrário de hoje", afirma a artista, que hoje tem 54 anos.

Ao analisar sua carreira depois da trama, a atriz confessa que daria conselhos para a Narjara de antigamente. "O conselho que eu daria para a Narjara de antigamente é 'cuidado em quem você confia', 'confia desconfiando' e 'arrume um bom empresário pra poder investir na sua carreira'", analisa.

Narjara Turetta completa 50 anos de carreira

Assim como toda classe artística, que sente dificuldades em voltar a trabalhar com interpretação em plena pandemia da Covid-19, Narjara passou a priorizar outro ofício: a dublagem.

"É isso que está me ajudando a sobreviver. Altos e baixos todo mundo tem. Acho que me saí bem dos meus baixos e, depois, nos meus altos, então acho que soube encarar bem as intempéries da vida. Não é fácil pra ninguém, atualmente então, acho que está até pior do que era antigamente. Com essa pandemia a gente foi proibido de atuar, com teatros fechados, televisões suspendendo gravações", explica.

"Este ano completo 50 anos de carreira e é muito bacana poder ver um trabalho meu que é muito legal na TV, no Viva, fico muito orgulhosa mesmo", finaliza.



Mais Notícias
Outros Famosos