Reportar erro
Desabafo

Ratinho critica sociedade e analisa governos na pandemia: "Tão perdidos quanto nós"

Apresentador pediu mais "empatia" e disse que "somos todos iguais"

Ratinho em seu programa no SBT
Ratinho desabafou - Foto: Reprodução/SBT
Redação NT

Publicado em 08/03/2021 às 15:54:00,
atualizado em 08/03/2021 às 16:05:23

O apresentador Ratinho divulgou no seu perfil do Instagram nesta segunda-feira (8) um vídeo em que pede mais união dos brasileiros contra a Covid-19. Ele afirmou que não há culpados pela doença e por isso é importante que todos parem de “atirar pedras”. No fim do seu discurso, o comunicador do SBT declarou que restou para humanidade apenas o vírus e que “somos todos iguais”.

"Aquele que tiver a real solução para esse problema que atire a 1ª pedra! Atire no Prefeito que fechou a cidade e mandou todos pra casa. Atire no Presidente que pede pra abrir a cidade e a volta ao trabalho. Atire nos médicos que pedem o isolamento social para evitar o colapso no sistema de saúde. Atire nos economistas que pedem para voltar a rotina prevendo um colapso financeiro. O negócio é atirar pedras!”, iniciou.

"Se voltar tudo a funcionar vai morrer quantas pessoas? Se ficar em isolamento social vai morrer quantas empresas? Vou responder: Ninguém sabe! Quando um problema não tem solução, elegemos um culpado, um inimigo, um vilão. Não! A culpa não é do Prefeito! Não! A culpa não é do Governador! Não! A culpa não é do Presidente! Nem dos médicos, nem dos economistas e nem do Ministro da Saúde. Eles estão tão perdidos quanto todos nós. Tão perdidos como todos os líderes mundiais”, continuou.

“Fomos pegos de surpresa sem manual de procedimentos. Cada um acha uma coisa, mas ninguém tem certeza de nada. Então quem sabe não é a hora de parar de perder tempo atirando pedras e dando palpites, e começar a orar mais, amar mais, chorar mais, valorizar mais os amigos e a família. Chega de ódio, talvez seja essa a solução!”, acrescentou.

“Éramos todos humanos até que a religião nos separou, a política nos dividiu e o dinheiro nos classificou. O que restou? Nos restou o vírus. E agora sim, agora sim, no mundo inteiro, somos todos iguais”, concluiu.

Ratinho e a Covid-19

Em outubro do ano passado, Ratinho foi diagnosticado com a Covid-19 e precisou se afastar do trabalho. “Aos amigos, não se preocupem. Aos inimigos, não façam festa porque estou muito bem. Daqui uns estou de volta com tudo. Obrigado pelas preocupações”, disse na ocasião.

Em janeiro, ele saiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro e disse que o governo havia iniciado a campanha de vacinação contra a doença. “O Ministério da Saúde já distribuiu mais de seis milhões de doses para os estados e a campanha já começou. Mas, infelizmente, sempre tem alguns espertalhões que não tem senso de cidadania. O que você tem a dizer dessas pessoas que estão furando a fila para serem vacinadas primeiras. Qual sua opinião sobre elas? Na minha opinião, elas são canalhas”, opinou o comunicador.



TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos