Reportar erro
Investigação

Anderson do Molejo tem data marcada para prestar depoimento sobre acusação de estupro

Cantor está sendo acusado por jovem de 21 anos

Anderson do Molejo tem data marcada para prestar depoimento sobre acusação de estupro
Anderson do Molejo irá a delegacia. Foto: Reprodução/Facebook

Redação NT

Publicado em 04/02/2021 às 19:18:12

O vocalista do grupo Molejo, Anderson Leonardo, irá prestar depoimento nesta sexta-feira (5). O artista está sendo acusado de estupro por um jovem cantor e dançarino de 21 anos, que diz ser empresariado por ele. Sua oitiva será realizada na 33ª Delegacia de Polícia, de Realengo, no Rio de Janeiro. A intimação foi encaminhada pelo delegado Reginaldo Guilherme. A data foi informada pelo jornal Extra.

A denúncia de estupro veio a tona nessa quarta-feira (3), com informações antecipadas por Alessandro Lo Bianco no programa A Tarde é Sua, da RedeTV. Segundo o jornalista, o rapaz contou que Anderson teria marcado uma reunião em um local que eles pudessem fazer uma refeição e conversar sobre trabalho. Chegando lá, porém, viu que se tratava de um motel e estranhou, ficando constrangido com o episódio.

O homem revelou que o artista tirou o celular de suas mãos e desligou o aparelho. Teria sido jogado na cama, despido, levado dois tapas no rosto e, por fim, o penetrado. O rapaz, que era virgem, disse que ficou assustado e chorou, chegando a sangrar. “Não chora seu filha da puta, sua vagabunda piranha (sic)”, teria dito Molejão, como é conhecido.

Um boletim de ocorrência foi registrado. Questionado se havia alguma prova, o denunciante comentou que guardou a cueca que teria usado no suposto crime. O garoto comentou que há manchas de sangue e vestígios de espermas deixados por Anderson. Ele revelou que conhece o veterano há oito meses e que tinha interesse em fazer um trabalho artístico com o artista.

Defesa de Anderson Molejo nega acusações

A assessoria de imprensa de Anderson se pronunciou, negando as acusações. "O cantor foi surpreendido, assim como todos, com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial, vez que não foi intimado para prestar quaisquer informações, pelo que, não teve nem mesmo ciência do que consta do registro de ocorrência", disse.

Em nota, ainda, a defesa reiterou que o artista jamais sofreu qualquer acusação que pudesse desabonar ou macular sua imagem e carreira: "Inclusive, tem conhecimento que a suposta vítima já esteve presente em diversas apresentações artísticas do cantor, em ocasiões posteriores à falaciosa alegação, o que demonstra, claramente, que a narrativa publicada nunca ocorreu. Assim, o cantor esclarece, por meio de sua assessoria, que os fatos publicados não são verdadeiros".

"Por fim, nega as infames acusações que lhes são imputadas, as quais foram recebidas com grande surpresa, reforçando sua inocência, a qual tem certeza que será demonstrada e comprovada no curso do inquérito policial. Ademais, sempre pautou sua vida profissional, pública e pessoal pela ética, caráter, respeito e retidão, sendo inimaginável ser acusado de algo dessa natureza", encerrou.

Mais Notícias