Reportar erro
Briga de família

"Joanna transformou minha irmã em cobra", diz cunhado após mãe apanhar da filha

Justiça proibiu Karen Keldani, companheira da cantora, de se aproximar de sua genitora

Karen Keldani, ao lado da cantora Joanna (primeira foto), agrediu a mãe, Nely Habib
Karen Keldani, ao lado da cantora Joanna (primeira foto), agrediu a mãe, Nely Habib - Foto: Montagem/Reprodução/Instagram/Arquivo pessoal
Paulo Pacheco

Publicado em 23/11/2020 às 22:00:01

A cantora Joanna, sucesso nos anos 80 e 90, se viu envolvida em uma briga de família. A namorada dela, Karen Keldani, agrediu a mãe, dona Nely Habib, de 66 anos. O caso aconteceu em junho, porém o vídeo (veja no final da matéria) só foi divulgado nesta segunda-feira (23) pelo irmão, Fábio Keldani, para proteger sua genitora da própria filha.

Em imagens captadas por câmeras de segurança do edifício onde a sogra de Joanna vive, em Copacabana (zona sul do Rio de Janeiro), Karen entra no condomínio e encontra Nely, acompanhada do neto de seis anos. A filha empurra a mãe em uma das pilastras do prédio, ela fica caída no chão, ensanguentada. Fábio Keldani aparece no vídeo socorrendo a mãe.

Nely ficou internada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) de um hospital na capital fluminense, com traumatismo craniano e crises de convulsão. Recebeu alta médica quatro dias depois para prosseguir a recuperação em casa, em função da pandemia de coronavírus.

"Ela está se recuperando, graças a Deus, mas ainda não está liberada para dirigir e ir à praia. Perdeu 20% da audição e uma parte do campo de visão, porque a batida foi muito forte", explica Fábio Keldani em entrevista ao NaTelinha.

A sogra de Joanna registrou boletim de ocorrência e solicitou medida protetiva contra a filha. Em setembro, a juíza auxiliar Claudia Leonor Jourdan Gomes Bobsin, da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio), decidiu que Karen deve se afastar da mãe por, no mínimo, 300 metros.

"Minha mãe estava morrendo de medo de sair para a rua, e eu também, porque Karen mora perto. Se ela já agrediu a mãe, pode pirar de novo e fazer alguma besteira", teme Fábio, que trabalha como ator.

Joanna transformou a namorada, diz cunhado  

A briga na família se intensificou, segundo o filho de Nely, quando a irmã, que também é cantora, começou a se relacionar com Joanna, há dois anos. Karen teria desviado parte do dinheiro das contas da tia-avó, Lody, de 90 anos, que recebe aposentadoria do Ministério da Fazenda de R$ 25 mil por mês.

"Joanna fez a família da minha irmã se destruir. Era casada, traiu o marido e o expulsou da casa para botar a namorada. Não falamos com ela porque foi um absurdo o que ela fez. Não é homofobia. Não gostamos da Joanna porque ela transformou a minha irmã em uma cobra", desabafa o cunhado.

"Como ela começou a fazer plásticas depois de conhecer a minha irmã? Obviamente que foi com o dinheiro da tia. Há pouco mais de um mês, Karen não parou, fez ameaças. Precisamos que seja feita Justiça e que ela pare. Enquanto ela não recuperar o dinheiro da minha tia, não irá sossegar", complementa Fábio Keldani.

Além de cantora, Karen ocupa o cargo de assistente II da Funarj (Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro), vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. Procurada pelo NaTelinha a respeito do flagrante de agressão da funcionária pública contra a mãe, a assessoria do órgão prometeu uma resposta até esta terça.

A reportagem entrou em contato com Joanna e Karen Keldani, porém não obteve retorno até a conclusão deste texto, que será atualizado assim que as duas cantoras se manifestarem.

TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos